Jornal do Commercio
Operação Crossover

Cabral é condenado pela sétima vez e sentenças somam 183 anos de prisão

A sentença é resultado de denúncia do Ministério Público Federal (MPF) a partir de investigações da Operação Crossover

Publicado em 13/09/2018, às 00h52

Esta foi a sétima condenação de Cabral imposta pela operação Lava Jato / Foto: Agência Brasil
Esta foi a sétima condenação de Cabral imposta pela operação Lava Jato
Foto: Agência Brasil
Estadão Conteúdo

ex-governador do Rio Sergio Cabral (MDB) foi condenado nesta quarta-feira, 12, a 12 anos e 10 meses de prisão por fraudes a licitações na reforma do Maracanã e no PAC das Favelas A decisão é da 7ª Vara Federal Criminal do Rio. Com isso, as penas somadas do ex-governador ultrapassam os 183 anos de prisão

"Eleito para dois mandatos consecutivos de governador do Estado do Rio de Janeiro, protagonizou gravíssimo episódio de traição eleitoral, em que mostrou-se capaz de menosprezar a confiança em si depositada por milhões de pessoas", anotou o juiz Marcelo Bretas.

Operação Crossover

A sentença é resultado de denúncia do Ministério Público Federal (MPF) a partir de investigações da Operação Crossover, um desdobramento da Lava Jato que apurou a participação de Cabral e outras 19 pessoas nos crimes de formação de cartel, superfaturamento e fraudes em licitações nas obras de reforma do Maracanã para a Copa de 2014 e do PAC das Favelas.



O advogado de Sergio Cabral, Rodrigo Roca, afirmou que irá recorrer da decisão. "Sérgio Cabral já havia sido condenado por suposta corrupção em obras públicas. Hoje, sua condenação se deu por alegada fraude nas mesmas obras públicas tratadas na sentença anterior, em evidente duplicidade de condenação. É preciso que os órgãos revisores, do Judiciário, intervenham, o quanto antes, nesses processos, sob pena de atingirmos a barbárie judicial", afirmou, por meio de nota.

Sétima condenação

Esta foi a sétima condenação de Cabral imposta pela operação Lava Jato. Na terça-feira, o ex-governador havia sido condenado a 47 anos e quatro meses de prisão por corrupção passiva. No total, Sergio Cabral já foi sentenciado a 183 anos e seis meses de prisão.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM