Jornal do Commercio
COTADO

Moro admite possibilidade de participar do governo Bolsonaro

"Tudo depende de conversar para ver se há convergências importantes e divergências irrelevantes", disse o juiz Sérgio Moro

Publicado em 31/10/2018, às 07h53

Moro é cotado por Bolsonaro como possível ministro da Justiça ou para ocupar vaga no STF / Foto: Agência Brasil
Moro é cotado por Bolsonaro como possível ministro da Justiça ou para ocupar vaga no STF
Foto: Agência Brasil
JC Online

Cotado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para possível ministro da Justiça ou para ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF), o juiz Sérgio Moro - que comanda a Operação Lava Jato em Curitiba - admitiu que pode aceitar o convite caso ele seja feito de fato. "Tudo depende de conversar para ver se há convergências importantes e divergências irrelevantes", disse Moro ao jornal Estado de S. Paulo.

“Sobre a menção pública pelo sr. presidente eleito ao meu nome para compor o Supremo Tribunal Federal quando houver vaga ou para ser indicado para Ministro da Justiça em sua gestão, apenas tenho a dizer publicamente que fico honrado com a lembrança. Caso efetivado oportunamente o convite, será objeto de ponderada discussão e reflexão”, disse o juiz federal em nota divulgada nesta terça (30).

No governo de Michel Temer, o Ministério da Justiça deixou de ter controle sobre a Polícia Federal, que passou a ser vinculada à pasta extraordinária da Segurança Pública, criada em fevereiro. Nos planos do futuro governo de Jair Bolsonaro, a ideia é fundir os dois ministérios. Segundo o vice-presidente eleito, o general Hamilton Mourão, "tudo indica" que as pastas serão juntadas como parte do "processo de enxugamento" do primeiro escalão do governo.



Em entrevista concedida ao SBT na segunda-feira (29), Bolsonaro afirmou que pretende conversar com Moro para saber se há interesse da parte dele. "Se eu tivesse falado isso antes (na campanha) soaria como oportunismo", completou.

De acordo com informações do Estadão, pessoas próximas ao juiz disseram que ele poderia fazer "coisas boas" na Justiça, e que uma questão fundamental seria ter o controle da Polícia Federal. Por isso, uma eventual fusão da Justiça com Segurança Pública seria importante para a decisão do juiz da Lava Jato.



Comentários

Por Valéria,31/10/2018

É isso ai, aceita Exmo. Dr. Sérgio Moro. A sociedade que torce pela justiça e pela democracia desse país ficaria muito satisfeita por o Sr. aceitar um convite desse nível, o Sr. merece e a sociedade mais ainda. O judiciário precisa de muitos Sérgio Moro.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM