Jornal do Commercio
MINISTRO DA SAÚDE

Dr. Rey vai à casa de Bolsonaro se oferecer para ser ministro da Saúde e fala em fechar o SUS

O cirurgião plástico, no entanto, admitiu que pode ter dificuldades para ser convidado para o governo

Publicado em 09/11/2018, às 11h01

Com uma bandeira do Brasil, Dr Rey foi à porta de Bolsonaro atrás do emprego / Foto: Reprodução/Instagram
Com uma bandeira do Brasil, Dr Rey foi à porta de Bolsonaro atrás do emprego
Foto: Reprodução/Instagram
Estadão Conteúdo

O cirurgião plástico e apresentador Robert Rey chegou ao condomínio onde mora o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), na zona oeste do Rio, com o intuito de se oferecer para comandar o Ministério da Saúde a partir do próximo ano. Rey disse que sua meta é criar um plano de seguro privado a cada cidadão e "eventualmente fechar o SUS".

O médico, porém, admitiu de antemão que talvez tenha dificuldades para ser convidado para o governo. "Talvez ele (Bolsonaro) dê risada da minha cara e eu vou embora, mas não tem problema."

Dr. Rey chegou ao local em um táxi no momento em que Jair Bolsonaro recebia o embaixador da Alemanha. De cara, o cirurgião logo antecipou o motivo da sua visita.

"Eu quero falar a verdade, que talvez cogitam eu pra ministro da Saúde. Fui criado lá fora, conheço o sistema de saúde do primeiro mundo. Eu sou da mídia, seria legal ter uma representação da mídia dentro desse governo", afirmou o cirurgião, que fez carreira nos Estados Unidos e declarou duas vezes que estudou em Harvard. "Eu só espero que talvez ele me cogite para ministro da Saúde."



Visualizar esta foto no Instagram.

Rió de Janeiro rumo reunião com os Bolsonaros! ??????????????????????

Uma publicação compartilhada por Dr. Robert Rey (@drrobertrey) em

Propostas

Dr. Rey também antecipou seus planos, caso seja alçado a titular da Saúde. "Todo brasileiro terá seguro privado. Todo mundo terá o Einstein. Todo mundo terá direito ao Einstein. Por que não?", comentou, fazendo referência ao Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo onde Bolsonaro ficou internado após levar uma facada, em setembro.

O cirurgião criticou o Sistema Único de Saúde (SUS), dizendo que "é um crime contra a humanidade" esperar até dois anos por uma mamografia. "O que acontece no SUS é um crime. Eventualmente eu quero fechar o sistema público do SUS", declarou.

Ao chegar, ele admitiu que "talvez nem abram a porta". Dr. Rey saiu do condomínio 15 minutos depois sem revelar se conseguiu a audiência com Bolsonaro. "Está na mão dele", resumiu.


Recomendados para você


Comentários

Por Helder,11/11/2018

Esse Dr Rey demonstrou que é muito arrogante e mal educado. É falta de educação ir à casa de uma pessoa sem ser convidado. E ir pra pedir o Ministério da Saúde então é pior ainda. Pura arrogância. O que a maioria da imprensa falou é que ele NEM FOI RECEBIDO pelo Bolsonaro. Mentiu quando disse que a conversa foi boa. Nem conversaram.

Por Waldir,11/11/2018

Pobre no Einstein e butijão de gás a R$40,00, isso aqui vai virar uma Maravilha.

Por Monteiro,11/11/2018

Esse é mesmo um tremendo baba ovo e puxa saco

Por Ze Pacheco,10/11/2018

Ô Caio , existe sim , o Obama Care , que o atual presidente , esta tentando derrubar!

Por Kennedy,10/11/2018

Considero que antes de opinar de maneira negativa, a pessoa deveria procurar conhecer quem é o dr. Rey. Pelos depoimentos acima, ele coloca todos vocês no 'bolso'.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM