Jornal do Commercio
Decisão

Bolsonaro indica general como ministro da Secretaria de Governo

O comando da Secretaria de Governo será do General-de-Divisão Carlos Alberto dos Santos Cruz

Publicado em 26/11/2018, às 10h08

O atual chefe da Secretaria de Governo é o ministro Carlos Marun / Foto: Reprodução Globo News
O atual chefe da Secretaria de Governo é o ministro Carlos Marun
Foto: Reprodução Globo News
Da Editoria de Política
Com informações da Agência Brasil

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou nesta segunda-feira (26), por meio da sua conta pessoal do Twitter, o General-de-Divisão Carlos Alberto dos Santos Cruz para a Secretaria de Governo. General da reserva do Exército é o quarto militar indicado pelo capitão reformado para integrar o futuro governo.

 

 

Perfil

Cruz ocupou a Secretaria de Segurança Pública durante o governo do presidente Michel Temer (MDB), entre 2017 e 2018 e foi apontado como o possível ocupante do mesmo cargo no futuro governo.

Nascido na cidade de Rio Grande (RS), em junho de 1952, o general formado na Academia Militar das Agulhas Negras (Resende/ RJ), comandou as tropas da ONU na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH) entre 2007 e 2009. Cruz também fez parte do grupo de conselheiros da ONU para a revisão do reembolso aos países contribuintes de tropas em missões de paz.



Quando entrou para a reserva do Exército Brasileiro em dezembro de 2012, assumiu a chefia de assuntos militares da Secretaria de Assuntos Estratégicos(SAE) da Presidência da República. No ano seguinte, voltou para ativa, designado pelo Secretário Geral da ONU, como comandante das tropas na Missão das Nações Unidas para a Estabilizaçãoda República Democrática do Congo (Monusco).

Moro

O futuro ministro da Justiça, Sergio Moro, havia escolhido na última quarta-feira (21), o militar para comandar a Secretaria Nacional de Segurança Pública, estrutura responsável pela interlocução com governos estaduais e a definição das políticas de segurança e combate à violência no país.

Segundo informações do jornal O Globo, o general seria um importante interlocutor do futuro ministro. Secretário de Segurança na primeira fase do governo Temer, Santos Cruz teve o papel de oferecer o suporte federal à intervenção federal no Rio.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM