Jornal do Commercio
Prisão de Pezão

RJ: Witzel diz que transição não será afetada com prisão de Pezão

No comunicado, Witzel também diz confiar na Justiça e na condução dos trabalhos pelo Superior Tribunal de Justiça e Polícia Federal

Publicado em 29/11/2018, às 08h09

O governador eleito do Estado, Wilson Witzel (PSC), divulgou nota oficial garantindo que a transição de governo não será afetada / Foto: Reprodução/Facebook Wilson Witzel
O governador eleito do Estado, Wilson Witzel (PSC), divulgou nota oficial garantindo que a transição de governo não será afetada
Foto: Reprodução/Facebook Wilson Witzel
Estadão Conteúdo e ABr

Após a prisão do atual governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), em operação da Polícia Federal denominada Boca de Lobo, o governador eleito do Estado, Wilson Witzel (PSC), divulgou nota oficial garantindo que a transição de governo não será afetada.

No comunicado, Witzel diz ainda confiar na Justiça e na condução dos trabalhos pelo Superior Tribunal de Justiça e Polícia Federal. "A transição não será afetada. A equipe do governador eleito seguirá trabalhando para mudar e reconstruir o Rio de Janeiro", destacou o futuro governador.

Operação 'Boca de Lobo'

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), foi preso na manhã desta quinta (29), na capital fluminense. A Polícia Federal realizou uma operação, denominada 'Boca de Lobo', no prédio do governador e também foram enviados agentes ao Palácio Guanabara, sede do governo fluminense, e no Palácio Laranjeiras, residência oficial. Os policiais foram também na casa de Pezão em Piraí, no Vale do Paríba, na região sul fluminense.



Há ainda mandados contra o ex-secretário de Obras do estado do Rio, Hudson Braga, e dois homens apontados como operadores de um complexo esquema de segurança. As operações começaram por volta das 6h da manhã envolvendo pelo menos três viaturas e helicópteros que sobrevoam a região.

Prisões de governadores

Pezão é o quarto governador do Rio de Janeiro preso e o primeiro em cumprimento do mandato. Os ex-governadores Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho e Sergio Cabral foram presos. Também foram detidos, anteriormente, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (MDB) e vários parlamentares da Casa.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM