Jornal do Commercio
DECLARAÇÃO

Bolsonaro diz que dar ministério para Magno Malta não é 'adequado' no momento

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse que ''as portas estão abertas'' para Magno Malta

Publicado em 05/12/2018, às 14h55

Bolsonaro afirmou, ainda, que se ofertasse ministério a todos os seus amigos
Bolsonaro afirmou, ainda, que se ofertasse ministério a todos os seus amigos "ficaria complicado"
Foto: @MagnoMalta Via Instagram
Estadão Conteúdo

Após o senador Magno Malta (PR-ES) afirmar que deixará a política, nesta quarta-feira (5) o presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse que "as portas estão abertas" para o capixaba em seu futuro governo, mas não como ministro.

"Um soldado serve à pátria, assim como um general, um bom jornalista, um bom profissional. Sobre a questão de um possível ministério, não achamos adequado para ele (Malta) no momento. Agora, ele pode estar do meu lado, sim, nunca foram fechadas as portas. Ele pode servir à pátria estando ao meu lado em outra função", disse o presidente eleito.

Bolsonaro afirmou, ainda, que se ofertasse ministério a todos os seus amigos "ficaria complicado". "O perfil dele não se enquadrou nessa questão, apenas isso. Continuo devedor, sou grato. As portas da transição estão abertas", reforçou.



'Dívida de gratidão'

Ele disse, ainda, que tem uma "dívida de gratidão" com Malta, mas que não houve comprometimento em oferecer um ministério para o senador, que não conseguiu se reeleger, durante a campanha. Bolsonaro também lembrou que ofereceu a vaga de vice para Malta em sua chapa, mas que ele optou por tentar a reeleição.

Nesta quarta, Malta declarou, em entrevista ao site The Intercept Brasil, que ainda torce por Bolsonaro e o considera "um amigo". Mas também avaliou que "muita gente que falava mal dele, não pedia voto, e agora tá aí, se aproximando". Ele também disse que quer se dedicar ao projeto de recuperação de viciados em drogas que mantém em Cachoeiro (ES) e ver os netos crescerem. "O meu papel foi feito. Tudo passa nessa vida", comentou.

O presidente eleito chegou a convidar a assessora parlamentar de Malta, Damares Alves, para o Ministério dos Direitos Humanos, mas ainda não houve um posicionamento definitivo sobre o assunto Nesta quarta, Bolsonaro reforçou que ela continua entre as cotadas, mas ainda não tomou a decisão.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM