Jornal do Commercio
CRÍTICA

Deputado considera escolha de Damares uma 'afronta' a Magno Malta

''Se antes parecia uma ingratidão, agora fica claro que há uma intenção de afrontar o Magno Malta'', disse o deputado Sóstenes Cavalcante

Publicado em 06/12/2018, às 16h41

Damares Alves foi anunciada nesta quinta-feira (6) como chefe do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos / Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Damares Alves foi anunciada nesta quinta-feira (6) como chefe do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Estadão Conteúdo

O deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) considerou uma provocação a escolha de Damares Alves para o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. "Se antes parecia uma ingratidão, agora fica claro que há uma intenção de afrontar o Magno Malta", disse à reportagem o parlamentar que é membro do núcleo duro da frente evangélica na Câmara.

Desde o início da campanha de Jair Bolsonaro, o senador do PR era um dos cotados para assumir uma posição no primeiro escalão do presidente eleito. "Eu gosto muito da Damares, mas acho que ela também erra ao aceitar o convite, ignorando o Magno Malta", completou Sóstenes. Damares é assessora lotada no gabinete do senador e candidato derrotado à reeleição.

Mais cedo, o presidente da frente parlamentar evangélica, deputado Takayama (PSC-PR), aplaudiu a escolha da pastora e advogada e disse que ela é "amada pela frente".

Futura ministra

Damares Alves foi anunciada nesta quinta-feira (6) como chefe do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Damares, que é advogada, educadora e pastora evangélica, é a segunda mulher anunciada para compor o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, que já conta com 21 ministérios.



O anúncio foi feito pelo ministro extraordinário de transição Onyx Lorenzoni no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede do governo de transição.

A futura ministra disse que vai trazer para o protagonismo mulheres que ainda não foram atingidas por políticas públicas e que vai fazer um amplo pacto pela infância, já que a Secretaria da Infância também vai integrar a Pasta.

"Infância vai ser prioridade nesse governo, é intenção do presidente", disse Damares após ser anunciada como ministra.

Sem citar o aborto, Damares disse que o primeiro direito a ser protegido será o direito à vida. "Entendemos que o maior e o primeiro direito a ser protegido é o direito à vida, nós vamos trabalhar nessa linha", declarou.



OFERTAS

Especiais JC

Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.
Mãe Guerreira Mãe Guerreira
Junto com uma criança, nasce sempre uma mãe, que enfrenta inúmeros desafios para educar, acolher e dar o melhor aos filhos. Por isso, todas elas carregam em si a força e a coragem de verdadeiras guerreiras.
JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM