Jornal do Commercio
Saúde

Boletim médico indica boa evolução na saúde de Bolsonaro

O presidente ainda realiza exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular

Publicado em 10/02/2019, às 17h29

Neste domingo, ele fez nova caminhada pelos corredores do hospital / Foto: Reprodução/Twitter
Neste domingo, ele fez nova caminhada pelos corredores do hospital
Foto: Reprodução/Twitter
Agência Estado

O boletim médico divulgado na tarde deste domingo (10) indica que a saúde do presidente Jair Bolsonaro (PSL) continua em boa evolução. O documento informa que ele não teve febres e que o quadro pulmonar apresentou "melhoras significativas". Bolsonaro segue sendo tratado com antibióticos por causa da pneumonia constatada na última semana.

Além disso, ele realiza exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular. O boletim afirma que o presidente continua com a dieta cremosa associada com suplementos.

Neste domingo, ele fez nova caminhada pelos corredores do hospital e tem seguido a recomendação de aumentar a duração do trajeto. Desde sábado, tem realizado cinco voltas nos corredores, em passo mais firme e rápido.

Mais cedo neste domingo, Bolsonaro publicou um vídeo pedindo para que a Polícia Federal acelere as investigações sobre a facada de que foi vítima ainda durante a campanha. Ele classificou o ocorrido como "ato terrorista" e pediu à polícia que "tenha uma solução para o caso nas próximas semanas", de forma a indicar quem foram os "responsáveis por determinar" que Adélio Bispo, autor da facada, cometesse o ato.

Confira a íntegra do documento:

"O excelentíssimo Presidente da República, Jair Bolsonaro, permanece internado na Unidade Semi-Intensiva do Hospital Israelita Albert Einstein.



Mantém boa evolução clínica e está afebril, o quadro pulmonar apresenta melhora significativa e prossegue com os mesmos antibióticos. Iniciou-se hoje a redução gradativa da nutrição parenteral e mantém a dieta cremosa associada ao suplemento nutricional especializado por via oral. Segue realizando exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular, alternados a períodos de caminhada.

Por ordem médica, as visitas permanecem restritas."

Facada

O presidente Jair Bolsonaro pediu, em vídeo publicado em seu Twitter neste domingo (10), que a Polícia Federal acelere as investigações sobre a facada de que foi vítima ainda durante a campanha. Ele classificou o ocorrido como "ato terrorista" e pediu à polícia que "tenha uma solução para o caso nas próximas semanas", de forma a indicar quem foram os "responsáveis por determinar" que Adélio Bispo, autor da facada, cometesse o ato.

 

 

"Espero da nossa Polícia Federal, que nos orgulha a todos, que tenham uma solução para o nosso caso nas próximas semanas. Porque esse crime, essa tentativa de homicídio, esse ato terrorista praticado por um ex-integrante do PSOL, não pode ficar impune. Nós queremos e gostaríamos que a PF indicasse, obviamente com dados concretos, quem foi ou quem foram os responsáveis por determinar que o Adélio praticasse aquele crime lá em Juiz de Fora", disse.

Bolsonaro ainda lembrou que está há duas semanas no hospital Albert Einstein. "Sabemos que pouca gente pode ter tratamento como esse, mas temos plena consciência de que nosso SUS pode melhorar muito. Tudo faremos para que isso se torne realidade", disse.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM