Jornal do Commercio
SENADO

Alcolumbre define com líderes presidentes das comissões permanentes

A eleição é feita na primeira reunião do colegiado, presidida pelo senador mais velho dentre os indicados para compor o colegiado

Publicado em 12/02/2019, às 11h34

O senador Davi Alcolumbre quer contemplar o máximo de partidos nessa distribuição / Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
O senador Davi Alcolumbre quer contemplar o máximo de partidos nessa distribuição
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
ABr

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), vai concluir, nesta terça-feira (12), a composição das comissões permanentes da Casa. O assunto será discutido na reunião de líderes marcada para logo mais às 14h. A distribuição da presidência das comissões entre os partidos já está definida.

O comando das duas principais comissões da Casa, a de Constituição e Justiça (CCJ) e a de Assuntos Econômicos (CAE) ficarão com MDB e PSD, respectivamente. Já as comissões de Serviços de Infraestrutura (CI) e de Assuntos Sociais (CAS) ficarão com o DEM e com o Podemos, respectivamente.

Votação

Definidos os partidos que vão ocupar as comissões, os líderes de cada legenda indicam, durante a Ordem do Dia em plenário, os nomes para compor o colegiado. Embora a definição de presidente e vice seja acertada por acordo, para cumprir o regimento interno da Casa é preciso haver uma votação.



A eleição é feita na primeira reunião do colegiado, presidida pelo senador mais velho dentre os indicados para compor o colegiado. A votação é secreta. No caso da CCJ, o líder do MDB, Eduardo Braga (AM), vai indicar a senadora Simone Tebet (MS) e para a CAE, o líder Otto Alencar (BA) deve indicar o senador Omar Aziz (AM).

Indefinição

O senador Davi Alcolumbre quer contemplar o máximo de partidos nessa distribuição e, segundo ele, só falta definir nesse quebra-cabeças o espaço que partidos como PRB e PSC, que têm um senador cada, ocupará.

Uma possibilidade é que Mecias de Jesus (PRB-RR) e Zequinha Marinho (PSC-PA), senadores estreantes na Casa, sejam contemplados com a presidência e a vice-presidência de uma comissão. “Lógico que com a representação de um senador os partidos têm que acolher a nossa sugestão. É o único impasse ainda que temos para reunião de líderes”, disse Alcolumbre.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM