Jornal do Commercio
Acordo

Fundaj e Sudene assinam termo e preparam melhorias para o Nordeste

Além da Fundaj e Sudene, o Banco do Nordeste deverá ser o terceiro parceiro que estará presente nas decisões, entidade do Ministério da Economia

Publicado em 12/02/2019, às 08h11

Prioridades foram discutidas na última segunda-feira (11) pelos órgãos / Foto: Divulgação
Prioridades foram discutidas na última segunda-feira (11) pelos órgãos
Foto: Divulgação
Da Editoria de Política

Na busca por maior melhorias para o Nordeste, a Fundação Joaquim Nabuco e a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) assinaram um termo, na última segunda-feira (11), que estabelece políticas educacionais voltadas para a região.

Entre as prioridades do planejamento entre os órgãos está a expansão das atividades do Ministério da Educação (MEC) pelo Nordeste. “Espera-se que com esse acordo a gente possa expandir a ação do MEC, levando educação de qualidade e a possibilidade que, de acordo com as necessidades regionais, se possa alcançar resultados de interesse”, explicou o assessor especial do MEC, Robson Silva. 

Além da Fundaj e Sudene, o Banco do Nordeste deverá ser o terceiro parceiro que estará presente nas decisões, entidade do Ministério da Economia.



Prioridades

Segundo o presidente da Fundaj, Alfredo Bertini, restaurar o diálogo com a Sudene e alinhar a Fundação, nos setores de pesquisa e inovação, tendo a questão hídrica como um dos principais pilares, será uma das tarefas do futuro. 

“Esses três órgãos têm como contribuir de forma decisiva para esse processo. A Fundaj entra com pesquisa, formação, capacitação, avaliação das políticas e treinamento dos gestores”, explicou o presidente, defendendo a transformação no Nordeste.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM