Jornal do Commercio
Rio de Janeiro

Crivella será convocado para dar explicações na CPI das Enchentes

A CPI tem o objetivo de apurar circunstâncias, fatos e consequências sociais, ambientais e econômicas causadas pelos temporais que atingiram a cidade do Rio de Janeiro

Publicado em 09/04/2019, às 16h00

Crivella será convocado a dar explicações sobre o caos que domina a cidade do Rio de Janeiro / Foto: CARL DE SOUZA / AFP
Crivella será convocado a dar explicações sobre o caos que domina a cidade do Rio de Janeiro
Foto: CARL DE SOUZA / AFP
Estadão Conteúdo

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), será convocado a dar explicações sobre o caos que domina a cidade desde o início da tempestade na tarde de segunda-feira, 8, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Enchentes na Câmara Municipal.

"Cortes no orçamento de prevenção a enchentes e deslizamentos, erros e omissões nos protocolos de atendimento à população durante os temporais, falta de política de habitação para garantir moradia digna aos cariocas… São muitas as responsabilidades da prefeitura diante do caos que vive a cidade mais uma vez", afirmou o vereador Tarcísio Motta (PSOL), presidente da CPI.

"Depois de muitos anos, cidadãos cariocas estão morrendo em decorrência da incapacidade da administração municipal em preparar a cidade para enfrentar as chuvas intensas que sempre caem sobre nossa cidade mas que têm se tornado cada vez mais frequentes. Por isso, resolvemos convocar o prefeito a se explicar aos moradores e vereadores da cidade. Ele não pode fugir às suas responsabilidades."



A CPI das Enchentes tem o objetivo de apurar circunstâncias, fatos e consequências sociais, ambientais e econômicas causadas pelos temporais que atingiram a cidade do Rio de Janeiro em fevereiro de 2019, bem como as responsabilidades do poder público, na prevenção, mitigação dos efeitos e atendimentos dos atingidos pelas chuvas, enchentes e deslizamentos.

Comissão

Além de Tarcísio Motta e Renato Cinco (ambos do PSOL), compõem a comissão os vereadores Rosa Fernandes (MDB), Tiãozinho do Jacaré (PRB) e Marcelo Arar (PTB). Na suplência, estão Teresa Bergher (PSDB) e Major Elitusalem (PSC).





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM