Jornal do Commercio
Reajuste

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, sem aumento real

Projeto do governo Bolsonaro prevê reajuste do mínimo agora apenas pela inflação do ano anterior

Publicado em 15/04/2019, às 17h37

Presidente enviou o projeto nesta segunda-feira (15) / Mauro Pimentel / AFP
Presidente enviou o projeto nesta segunda-feira (15)
Mauro Pimentel / AFP
Agência Brasil

Pela primeira vez, o valor do salário mínimo ultrapassará R$ 1 mil. O governo propôs salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, o que representa um aumento de R$ 42 (ou 5,2%) em relação ao atuais R$ 998. O valor consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, apresentado nesta segunda-feira (15) pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

Até este ano, o mínimo era corrigido pela inflação do ano anterior medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) de dois anos anteriores. Como a lei que definia a fórmula deixará de vigorar em 2020, o governo optou por reajustar o mínimo apenas pela inflação estimada para o INPC, ou seja, sem aumento real para o trabalhador, aposentado e pensionista.



LDO

A LDO define os parâmetros e as metas fiscais para a elaboração do Orçamento do ano seguinte. Pela legislação, o governo deve enviar o projeto até 15 de abril de cada ano. Caso o Congresso não consiga aprovar a LDO até o fim do semestre, o projeto passa a trancar a pauta. O valor do salário mínimo pode subir ou cair em relação à proposta original durante a tramitação do Orçamento, caso as expectativas de inflação mudem nos próximos meses.



Comentários

Por A saída é um mercado interno forte!,15/04/2019

Mais uma ação CONTRA O POVO BRASILEIRO do governo do Bolso! Enquanto Bolso e bancada ruralista conspira para perdoar mais de R$ 17 bilhões de dívidas previdenciárias e trabalhistas, Paulo Guedes "economiza" em cima de mais de 45 milhões de trabalhadores que recebem um mínimo, sem contar milhões de aposentados. Como reativar o mercado interno sem dá um ganho real no salário do trabalhador? Aprende........................"Zé Povinho" que acreditava que Bolso e seus comparsas iriam mudar esse país! A solução para o Brasil são melhores salários, mais bancos e menos juros, para ativar a produção, o comércio e os serviços.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM