Jornal do Commercio
Notícia
STF

Lewandowksi proíbe entrada de outros jornalistas em entrevista de Lula

A proibição ocorre após a PF autorizar a entrada de jornalistas que não sejam da Folha de S.Paulo e do jornal El País

Publicado em 25/04/2019, às 17h22

Entrevista do ex-presidente está prevista para acontecer nesta sexta-feira (26) em Curitiba  / Foto: Agência Brasil
Entrevista do ex-presidente está prevista para acontecer nesta sexta-feira (26) em Curitiba
Foto: Agência Brasil
JC Online
Com informações da Folha de S.Paulo

Após a Polícia Federal autorizar, nesta quinta-feira (25), a presença de jornalistas de outros veículos de comunicação em uma entrevista com o ex-presidente Lula, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski decidiu proibir a presença de jornalistas que não sejam da Folha de S.Paulo e do jornal El País. A entrevista está prevista para acontecer nesta sexta-feira (26), às 10h, em Curitiba.

Os dois veículos conseguiram autorização para encontrar com o petista por meio de uma solicitação feita e, anteriormente negada pela Justiça Federal do Paraná, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Ao organizar a entrevista com Lula, o superintendente da PF no Paraná, Luciano Flores Lima, decidiu autorizar a presença de outros jornalistas no encontro porque é necessário respeitar os "direitos constitucionais relativos ao livre exercício da profissão e liberdade de imprensa". Em ofício, Lima argumentou também que precisava dar "publicidade de atos administrativos que não estiverem sob necessidade de sigilo".



No entanto, para o ministro, a iniciativa da Polícia Federal é uma "franca extrapolação dos limites de autorização judicial em questão". "A liberdade de imprensa, apesar de ampla, deve ser conjugado com o direito fundamental de expressão, que tem caráter personalíssimo, cujo exercício se dá apenas nas condições e na extensão desejadas por seu detentor", disse Lewandowski.
Por meio de uma nota, a Superintendência da PF disse que "há que ser cumprida a decisão judicial no sentido de permitir somente os jornalistas autores da ação judicial''.

Resposta

A decisão do superintendente gerou reclamação por parte da assessoria de imprensa do ex-presidente. Segundo a assessoria, a medida significaria a "constituição de uma plateia para jornalistas convidados'' e iria desrespeitar a Folha de S.Paulo e o El País, que ficaram sete meses sem conseguir uma entrevista com o petista por conta de uma liminar pelo ministro do STF Luiz Fux.

Em setembro de 2018, Fux suspendeu uma decisão do próprio Lewandowksi, que autorizava entrevista à Folha.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM