Jornal do Commercio
Notícia
MUDANÇAS

Projeto de lei prevê alterações no uso do vale-transporte

O PL apresentado pelo deputado federal Felipe Carreras (PSB-PE) altera o benefício do vale-transporte para inserir o uso das bicicletas

Publicado em 14/05/2019, às 21h27

O projeto de lei envolve tanto o uso de bicicletas próprias quanto o de alugadas  / Foto: Rovena Rosa/Agência Brasi
O projeto de lei envolve tanto o uso de bicicletas próprias quanto o de alugadas
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasi
JC Online

O deputado federal Felipe Carreras (PSB-PE) apresentou no dia 24 de abril um projeto de lei para alterar a norma que garante a concessão de vales-transportes. Caso o PL do parlamentar seja aprovado, o trabalhador poderá optar tanto pelos transportes públicos tradicionais - como ônibus e metrô -, tanto pela bicicleta própria ou alugada para ir e voltar do local de trabalho sem que haja perda do benefício.

"Nossa intenção é inserir o modal bicicleta cada dia mais na vida das pessoas. Tenho certeza que se o trabalhador puder optar pela bike, ele fará esta escolha que beneficiará sua qualidade de vida, sua saúde, promoverá ganho de tempo e ainda praticará exercício diariamente. Tudo isso com apenas essa mudança", declarou o parlamentar.

Segundo o PL apresentado pelo deputado, "as bicicletas alugadas deverão ter o valor integral de todas as etapas do deslocamento custeado pelo empregador". Em caso de bicicleta própria, Carreras aponta que "caberá o valor do vale transporte custear a compra e manutenção do trabalhador".



Na justificativa para que o PL seja aprovado, o deputado federal argumenta que a bicicleta é uma forma de diminuir o impacto do aumento do sedentarismo e também ajuda na diminuição do excesso dos veículos nas ruas, o que acaba por agravar os problemas do trânsito. Carreras aponta também que a medida poderá proporcionar um incremento na produtividade brasileira.

Lei atual

A Lei N° 7.418, de 1985, estabelece que o trabalhador irá receber o vale-transporte para realizar o percurso de residência até o trabalho, e vice-versa, "através do sistema de transporte coletivo público, urbano e/ou interestadual com características semelhantes aos urbanos, geridos diretamente ou mediante concessão ou permissão de linhas regulares e com tarifas fixadas pela autoridade competente".

A lei diz ainda que "para fins de cálculo do valor do Vale-Transporte, será adotada a tarifa integral do deslocamento do trabalhador, sem descontos, mesmo que previstos na legislação local".




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM