Jornal do Commercio
Notícia
CONVERSAS

Barroso afirma que não entende 'euforia' sobre vazamento de mensagens

Ministro do STF falou, em entrevista ao Globo News, que é preciso esperar o final da apuração dos fatos

Publicado em 11/06/2019, às 17h25

Ministro do STF, Luis Roberto Barroso, concedeu entrevista nesta terça (11). / Foto: Fernando Frazão/Arquivo Agência Brasil
Ministro do STF, Luis Roberto Barroso, concedeu entrevista nesta terça (11).
Foto: Fernando Frazão/Arquivo Agência Brasil
JC Online
Com informações do O Globo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso, afirmou em entrevista ao canal Globo News, que tem dificuldade de entender a “euforia” em torno da revelação de conversas entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol. O ministro do STF disse ainda que a conversa foi obtida por ação criminosa e que é preciso ter cuidado para que “o crime não compense”.

A entrevista foi concedida nesta terça-feira (11), dois dias depois de o site The Intercept publicar reportagens com supostas mensagens trocadas entre Moro e Dallagnol e, segundo o site, enviadas por uma fonte anônima.



Barroso disse que, como juiz, só pode falar sobre o assunto ao final da apuração dos fatos. “Eu sou juiz. Os fatos acabaram de ser divulgados, estão sendo apurados. Juiz fala ao final da apuração dos fatos e não no início da apuração, se tiver que falar, e de preferência nos autos. Não é hora de forma juízos sobre isso ainda”, disse.

O ministro do STF também falou sobre a o esquema de corrupção da Petrobras. “A corrupção existiu, eu até tenho dificuldade de entender um pouco essa euforia que há em torno disso se houve algo pontualmente errado aqui ou ali. Porque todo mundo sabe, no caso da Lava-Jato, que as diretorias da Petrobras foram loteadas entre partidos com metas percentuais de desvios. Isso é um fato demonstrado, tem confissão, devolução de dinheiro, balanço da Petrobras, tem acordo que a Petrobras teve que fazer com investidores de Nova York”, afirmou.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM