Jornal do Commercio
Notícia
Reforma

'Governo está confortável', diz líder do PSL sobre saída de estados e municípios da Previdência

Major Vitor Hugo ainda disse que acredita na 'competência' dos gestores estaduais e municipais para liderar construção de reformas locais

Publicado em 18/06/2019, às 12h09

Comissão Especial da Câmara debateu parecer da reforma da Previdência nesta terça (18) / Foto: Reprodução/Facebook
Comissão Especial da Câmara debateu parecer da reforma da Previdência nesta terça (18)
Foto: Reprodução/Facebook
Da Editoria de Política com agência Estado

Em reunião da Comissão Especial para debater a reforma da Previdência, nesta terça-feira (18), o líder do PSL na Câmara dos Deputados, major Vitor Hugo, afirmou que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) estaria 'confortável' com a retirada dos estados e municípios da proposta. Segundo ele, a decisão traria votos a favor para o relatório. 

"O governo está confortável com a ideia da retirada dos estados e municípios. Como parece, traz votos para esse relatório, muito bem construído. Até porque vivemos em um confederação que a União é autônoma, que os estados são autônomos", comentou. 

Durante o seu momento de fala, o líder ainda disse que acredita na 'competência' dos gestores estaduais e municipais para liderar construção de reformas locais. "Nós sabemos da liderança, da competência e do engajamento dos governadores, dos deputados estaduais, e com certeza, dos prefeitos e vereadores para a construção de propostas de reformas das suas previdências que estão adaptadas a suas realidades locais e regionais", anunciou o major, que continua seu argumento dizendo que a saída dos estados e municípios não "afetaria a economia". 

Na apresentação do relatório no último dia 12, o relator Samuel Moreira (PSDB-SP), afirmou que deixou de fora os estados e municípios por falta de apoio dos parlamentares e que isso poderia colocar em risco a matéria. 



Já o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), afirmou considerar mais plausível que Estados e municípios possam ser reincluídos na reforma da Previdência quando a proposta for votada no plenário da Casa do que na comissão especial que analisa a matéria.

Assista ao debate ao vivo:

 

 

Data da votação

Maia destacou que os debates em torno da reforma acontecerão na nesta semana na comissão especial, que deve votá-la no dia 27 de junho.

Questionado sobre quando a proposta poderá ser aprovada tanto pela Câmara quanto pelo Senado, o presidente brincou: "Se eu tivesse capacidade de responder, jogaria na mega-sena".




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM
'; status++; } } else { status = 0; document.getElementById("aovivo").style.display = "none"; } setTimeout(function() { aovivo(); }, 180000); })();