Jornal do Commercio
Notícia
CONTAS ATIVAS

Mourão elogia decisão de Guedes de liberar parte do saldo de contas do FGTS

A expectativa do governo é de que a medida injetará até R$ 42 bilhões na economia

Publicado em 17/07/2019, às 16h48

Com Bolsonaro na Argentina para Cúpula do Mercosul, Mourão é o presidente em exercício.  / Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Com Bolsonaro na Argentina para Cúpula do Mercosul, Mourão é o presidente em exercício.
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Estadão Conteúdo

O presidente em exercício Hamilton Mourão disse nesta quarta-feira (17) que a decisão do ministro da Economia, Paulo Guedes, de liberar o saque de até 35% dos recursos das contas ativas (dos contratos de trabalho atuais) do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como medida para movimentar a economia foi positiva.

"A gente precisava colocar algumas medidas na microeconomia para dar uma aquecida no consumo, vamos colocar assim, que gira a roda. Então o ministro Paulo Guedes estava aguardando aí a passagem da reforma da Previdência para que ele pudesse colocar esse tipo de medida de modo a dar um aquecimento", disse.

A expectativa do governo é de que a medida injetará até R$ 42 bilhões na economia. Segundo Mourão, há outras medidas econômicas que estão em gestação, mas não deu detalhes sobre elas. "Está na mão dele, Guedes, lá", afirmou.



Mourão comentou também achar que a proposta do grupo empresarial Instituto Brasil 200 de unificar os impostos em uma única cobrança será difícil de passar no Congresso, mas disse que ainda não tem uma opinião "coerentemente formada" sobre o assunto.

"Eu tenho estudado esse assunto e ainda não tenho uma opinião coerentemente formada porque ela equilibra para algumas cadeias de valor e para outras desequilibra, então tem que ter uma discussão mais intensa e com quem entenda mais do problema", disse. A proposta foi lançada pelo grupo na terça-feira em uma cerimônia que contou com a participação de Mourão.

O presidente em exercício contou ainda que o secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, se reunirá com ele na semana que vem para detalhar as propostas que estão circulando na área econômica para a reforma tributária. Ele lembrou, porém, que outros dois projetos já estão em tramitação no Congresso: um na Câmara e outro no Senado. A equipe econômica pretende entregar aos parlamentares uma versão própria para a reforma ainda em agosto.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM