Jornal do Commercio
Notícia
PGR

Após fala polêmica de Bolsonaro sobre o Nordeste, deputado pedirá investigações

O presidente se referiu à região como 'de paraíba' nessa sexta-feira (19)

Publicado em 20/07/2019, às 16h00

Bolsonaro não se pronunciou sobre o caso  / Foto: Marcos Corrêa/PR
Bolsonaro não se pronunciou sobre o caso
Foto: Marcos Corrêa/PR
JC Online
Com informações do UOL

Após Jair Bolsonaro chamar a região Nordeste de 'Paraíba' e se referir ao governador do Maranhão, Flávio Dino, como 'o pior' do Nordeste, o více-líder do PCdoB na Câmara, deputado federal Márcio Jerry (MA), informou que irá pedir à Procuradoria-Geral da República (PGR) que investigue o presidente.

"Representarei à PGR para apurar cometimento de crime comum, neste caso crimes de ameaça, contra a honra e racismo [em referência ao uso da palavra 'paraíba', expressão pejorativa contra nordestinos usada no Rio de Janeiro]. Irei analisar também a existência de crime de responsabilidade'', afirmou o parlamentar.

''O presidente Jair Bolsonaro parte para agressões e ameaças aos governadores do Maranhão, Flávio Dino, e da Paraíba, João Azevêdo. Agride dois Estados, revela uma vez mais sua arrogância. Agride de novo a democracia, se mostrando totalmente despreparado para o exercício da presidência'', completou.

Declaração polêmica

Durante uma conversa informal no café da manhã com jornalistas nessa sexta-feira (19) com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o presidente Jair Bolsonaro disse que ''daqueles governadores de 'paraíba', o pior é o do Maranhão [fazendo menção a Flávio Dino]''. O áudio foi captado por um dos microfones da mesa.



Após a fala de Bolsonaro, governadores do Nordeste demonstraram indignação em carta conjunta. O presidente não se pronunciou sobre o caso.

Leia a íntegra da carta

"Nós governadores do Nordeste, em respeito à Constituição e à democracia, sempre buscamos manter produtiva relação institucional com o Governo Federal. Independentemente de normais diferenças políticas, o princípio federativo exige que os governos mantenham diálogo e convergências, a fim de que metas administrativas sejam concretizadas visando sempre melhorar a vida da população.

Recebemos com espanto e profunda indignação a declaração do presidente da República transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional. Aguardamos esclarecimentos por parte da presidência da República e reiteramos nossa defesa da Federação e da democracia."




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM
'; status++; } } else { status = 0; document.getElementById("aovivo").style.display = "none"; } setTimeout(function() { aovivo(); }, 180000); })();