Jornal do Commercio
Notícia
atrito

Bolsonaro acusa governador da Bahia de não autorizar PM a fazer sua segurança

''Pior ainda, passou a responsabilidade de tal negativa ao seu Comandante Geral'', postou o presidente no Twitter

Publicado em 23/07/2019, às 09h01

Caso expõe mais uma vez o 'racha' de Bolsonaro com os governadores do Nordeste / Foto: ABr
Caso expõe mais uma vez o 'racha' de Bolsonaro com os governadores do Nordeste
Foto: ABr
JC Online com agências

Atualizada às 11h10

O presidente Jair Bolsonaro acusou nesta terça-feira (23) o governador da Bahia, Rui Costa, de não autorizar que a Polícia Militar do Estado faça sua segurança durante inauguração do aeroporto de Vitória da Conquista.

"Estou de partida para Vitória da Conquista para inauguração de aeroporto. Lamentável a decisão do governador da Bahia que não autorizou a presença da Polícia Militar para a nossa segurança. Pior ainda, passou a responsabilidade de tal negativa ao seu Comandante Geral", postou o presidente no Twitter.

 

Mais cedo, Rui Costa afirmou em entrevista à Rádio Metrópole que quem é impopular e tem "medo de ir às ruas, fique em seu gabinete". "Eu não posso colocar Polícia Militar para espancar o povo baiano que quer conhecer o novo aeroporto. Então, quem é impopular e tem medo de ir para às ruas, fica em seu gabinete. Se o evento é exclusivamente federal, as forças federais cuidem da segurança do presidente. Eu não posso colocar PM para entrar em conflito com as pessoas que querem ver o aeroporto", disse o petista na manhã desta terça (23). 

" Aí é fácil, né? Você quer se trancar na sala e quer que o governador coloque a polícia para bater nas pessoas. O povo de Conquista tem direito de conhecer o aeroporto. Eu governo nas ruas, tenho mais de 500 visitas ao interior. Estou caminhando para 600 visitas. Não governo pelo Twitter, eu não governo pelas redes sociais. E eu não gosto de retórica e bravata. Eu gosto de estar ao lado do povo, nas ruas, caminhando", acrescentou Costa.

Nessa segunda-feira (22), o governador do PT afirmou que durante a organização da cerimônia, na semana passada, convidou o presidente e sua comitiva como um "aceno de boas maneiras". Na versão de Costa, o governo federal estabeleceu que, de 300 pessoas convidadas para o evento, o Estado teria direito a indicar 70. Depois, decidiu que seriam 600 convidados - e que o petista teria direito de chamar 100. Rui criticou através das redes sociais, a inauguração e apontou o evento como uma 'convenção político-partidária'.

 

 

'Paraíba'

Na sexta-feira passada, dia 19, em áudio captado pela TV Brasil, Bolsonaro faz referência à região e diz que o governo federal não devia dar "nada" para o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Há trechos inaudíveis da conversa em que não é possível entender o contexto. O presidente negou que no rápido diálogo com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, tenha classificado os governadores do Nordeste pelo termo "paraíba" - forma pejorativa usada principalmente no Rio para se referir aos imigrantes da região.

O clima com os políticos locais, porém, ficou estremecido. Bolsonaro acusou os governadores de "manipular" eleitores nordestinos. Costa afirmou nesta segunda-feira, 22, que não vai participar da cerimônia de inauguração do aeroporto. Em um vídeo nas redes sociais, ele alegou que o evento se transformou em uma "convenção político-partidária".

Queda de braco

O governador baiano e o presidente da República travam uma disputa de bastidor pela paternidade da obra do novo terminal aéreo, no município que fica a 518 km da capital baiana, Salvador. Ao todo, o aeroporto de Vitória da Conquista recebeu investimento de R$ 106 milhões, dos quais R$ 75 milhões oriundos do governo federal e R$ 31 milhões da administração estadual. O novo terminal, com pista de pouso e decolagem de 2.100 metros com 45 metros de largura, terá o dobro de capacidade do antigo, podendo ampliar para sua movimentação para 500 mil passageiros até 2020.

No vídeo, Rui Costa agradece aos ex-presidentes Dilma Rousseff (PT), pela assinatura do convênio que possibilitou a construção do aeroporto, e a Michel Temer (MDB), que realizou o pagamento da última parcela em novembro de 2018.

O senador Jaques Wagner (PT), ex-governador da Bahia, que também foi citado nos agradecimentos, utilizou o Twitter para declarar apoio ao correligionário. “A inauguração do novo aeroporto de Vitória da Conquista era para ser uma grande festa do povo, como Rui Costa e todos nós queríamos. Mas o governo federal e a prefeitura transformaram em um mesquinho tato político-partidário. Essa não é a maneira de fazer política que acreditamos”, criticou Wagner. O prefeito da cidade, Herzem Gusmão (MDB), é bolsonarista.

No último domingo (21), Bolsonaro afirmou que não temia ataques e protestos em reação à declaração dada durante o café da manhã com jornalistas, na sexta-feira (19) passada. “A Bahia é Brasil. Sem problemas. Sou amigo do Nordeste, poxa”, declarou.

O porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, afirmou ontem que Bolsonaro destacou ser importante inaugurar o aeroporto pelo estímulo ao turismo e à economia local. Segundo ele, o Planalto não se preocupa com eventuais críticas ao presidente ou protestos no evento. “Em qual cidade nosso presidente chega e não é ovacionado? Em todas. E não seria diferente na cidade onde temos apreço pelo prefeito e pelo povo”, disse o porta-voz.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM