Jornal do Commercio
Notícia
Carbonara Chimica'

PF deflagra 63ª fase da Lava Jato e mira ex-ministros do PT

A ação apura crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de capitais

Publicado em 21/08/2019, às 07h38

A ação conta com cerca de 40 policiais, que cumprem ainda 11 mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo e da Bahia / Foto: ABr
A ação conta com cerca de 40 policiais, que cumprem ainda 11 mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo e da Bahia
Foto: ABr
JC Online
Com informações do Estado de S. Paulo

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta (21) a 63ª fase da Operação Lava Jato. Chamada 'Carbonara Chimica', esta fase investiga a suspeita de pagamentos periódicos indevidos a dois ex-ministros dos governos petistas pela Odebrecht. A ação apura crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de capitais.

Os policiais cumprem dois mandados de prisão temporária na operação. Um contra Maurício Ferro, ex-diretor jurídico da Odebrecht, e outro contra Newton de Souza, também ex-executivo empreiteira.

A ação conta com cerca de 40 policiais, que cumprem ainda 11 mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo e da Bahia, expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba, no Paraná. Além dos mandados, a Justiça determinou o bloqueio de R$ 555 milhões dos investigados na operação.

De acordo com a PF, as propinas eram pagas com o objetivo, entre outras coisas, de aprovar Medidas Provisórias que instituiriam um novo refinanciamento de dívidas fiscais e permitiriam a utilização de prejuízos fiscais das empresas como forma de pagamento (Refis da Crise – MPs 470/2009 e 472/2009). Os valores eram contabilizados em uma planilha da Odebrecht denominada ‘Programa Especial Italiano’.



Ainda segundo a PF, há indícios de que parte dos valores indevidos teria sido entregue a um casal de publicitários como forma de dissimulação da origem do dinheiro.

'Carbonara Chimica'

A Polícia Federal indicou que o nome da operação faz referência aos codinomes dos investigados na planinha da Odebrecht: ‘Italiano’ e ‘Pós-Itália’. O primeiro se referia a Antonio Palocci e o segundo a Guido Mantega, ex-ministros dos governos Lula e Dilma.

Os presos serão levados para a sede da PF em São Paulo, e depois serão transferidos para a Superintendência da PF no Paraná, onde serão interrogados.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM