Jornal do Commercio
Notícia
Ação

Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas para combater incêndios na Amazônia

Presidente fará um pronunciamento nesta sexta-feira para anunciar medidas de combate às queimadas na Amazônia

Publicado em 23/08/2019, às 18h27

Autorização de Bolsonaro é válida até o dia 24 de setembro / Foto: Agência Brasil
Autorização de Bolsonaro é válida até o dia 24 de setembro
Foto: Agência Brasil
AFP

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) autorizou, nesta sexta-feira (23), via decreto publicado em edição extra do Diário Oficial da União, o envio e uso das Forças Armadas para combater as queimadas na Amazônia e na repressão a atividades criminosas na região.

O decreto, válido até o dia 24 de setembro, será aplicado a territórios indígenas, áreas de conservação e outras áreas dos estados da Amazônia Legal.

A medida, por meio de decreto, autoriza a partir deste sábado e por um mês o uso de tropas "para ações preventivas e repressivas contra crimes ambientais" e na "identificação e combate a incêndios" na Amazônia, dependendo apenas de requerimento por parte dos governadores da região.

Esta é a primeira medida tomada pelo presidente em resposta à pressão internacional devido ao aumento alarmante de incêndios e preocupações do agronegócio, que pode sofrer as consequências da inação do governo.

O decreto, assinado após uma reunião de emergência com vários ministros em Brasília, autoriza as ações das Forças Armadas em terras indígenas, áreas fronteiriças e de conservação ambiental.



O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, "definirá a distribuição dos meios disponíveis e os comandos que serão responsáveis pela operação", acrescenta o texto.

Inicialmente, o governo brasileiro atribuiu os incêndios à temporada de seca, e Bolsonaro insinuou que as ONGs seriam responsáveis por propagá-los, o que despertou uma onda de críticas contra o presidente.

Vários governadores dos estados da Amazônia alertaram hoje que não dispõem de recursos suficientes para combater os incêndios.

Este ano, entre janeiro e agosto, os incêndios no Brasil aumentaram 85% em relação ao mesmo período de 2018. Dados de satélite do Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE) apontam que até 22 de agosto havia 76.720 focos de incêndio - 1.384 a mais que no dia anterior, sendo 52,6% registrados na região amazônica.

Na noite desta sexta-feira, Bolsonaro vai falar em rede nacional de televisão para apresentar as medidas do governo para combater as queimadas na Amazônia

Veja fotos dos incêndios


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM