Jornal do Commercio
Notícia
Polêmica

Carlos Bolsonaro chama jornalistas de ''canalhas'' e diz que foi mal interpretado em suas declarações

A publicação de Carlos Bolsonaro despertou críticas de personalidades políticas e artísticas

Publicado em 10/09/2019, às 19h30

Tudo começou quando Carlos publicou no Twitter que o Brasil não terá a transformação desejada por “vias democráticas” / Foto: Caio César/CMRJ
Tudo começou quando Carlos publicou no Twitter que o Brasil não terá a transformação desejada por “vias democráticas”
Foto: Caio César/CMRJ
JC Online

O vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), o "filho 02" do presidente Jair Bolsonaro (PSL), dirigiu-se ao público, nesta terça-feira (10), para falar sobre as últimas declarações dele sobre democracia no Brasil e os comentários que surgiram após o fato. Tentando se defender da polêmica criada por ele mesmo, Carlos disse que foi "mal interpretado" e chegou a chamar, na mesma publicação, os jornalistas de "canalhas". Tudo começou quando o vereador publicou, em sua rede social, na última segunda-feira (09), que o Brasil não terá a transformação desejada por "vias democráticas".

A publicação que gerou confusão

A repercussão após a tuitada

Após a declaração polêmica, algumas personalidades, como o vice-presidente Hamilton Mourão (PSC-RJ), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o ex-ministro da Fazenda, Ciro Gomes, e o youtuber Felipe Neto comentaram sobre as palavras de Carlos Bolsonaro.

Vice-presidente Mourão

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou que as declarações do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) são "problema dele". Diferente do filho do presidente Jair Bolsonaro, Mourão defendeu que a democracia é "fundamental" e que é "lógico" que é possível fazer mudanças no País por meio do diálogo com o Congresso.

"Lógico, senão, a gente não tinha sido eleito", disse Mourão ao ser questionado se é possível fazer as mudanças que o governo quer por vias democráticas. "Temos que negociar com a rapaziada do outro lado da Praça (dos Três Poderes). É assim que funciona. Com clareza, determinação e muita paciência", afirmou.

Davi Alcolumbre

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), comentou sobre o ocorrido e chegou a dizer que o Parlamento brasileiro e a democracia estão fortalecidos e que as instituições trabalham a favor do Brasil. No final da publicação, Alcolumbre expressa o seu "desprezo" à toda manifestação de enfraquecimento da democracia.



Ciro Gomes

Quem repercutiu também sobre a fala de Carlos Bolsonaro foi o ex-ministro da Fazenda, Ciro Gomes, que foi candidato à presidência da República em 2018. No Twitter, ele chegou a dizer que "a democracia é intocável". "Nós vamos ensinar a estes 'projetinhos de Hitler tropical' que o Brasil não é uma fazenda deles", afirmou Ciro.

Felipe Neto

O youtuber Felipe Neto usou as suas redes sociais para dizer que "a democracia está em risco" e afirmou que os que estão calados diante do fato são coniventes com o vereador. "Todas as ameaças estão sendo feitas", alertou o youtuber.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM