Jornal do Commercio
Notícia
PGR

Dodge pede federalização da investigação do assassinato de Marielle

Se o pedido de Dodge for aceito pelo STJ, o caso de Marielle será julgado pela Justiça Federal e não mais ao judiciário local

Publicado em 17/09/2019, às 18h39

Dodge encerra nesta terça-feira (17) mandato de dois anos na PGR / Foto: Arquivo/Agência Brasil
Dodge encerra nesta terça-feira (17) mandato de dois anos na PGR
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Agência Brasil

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), a federalização da investigação aberta no Rio de Janeiro para apurar supostas irregularidades na investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes.

Caso o pedido de federalização seja aceito pelo STJ, caberá à Justiça Federal, e não mais ao Judiciário local, o julgamento do caso. No mesmo pedido de deslocamento da competência para julgamento, Raquel Dodge apresentou pedido de abertura de um novo inquérito contra suspeitos que teriam participado de uma "encenação de investigação" para conduzir a apuração a falsos mandantes e esconder a verdadeira autoria dos assassinatos.

O pedido foi feito após a procuradora analisar a tentativa de obstrução das investigações. Durante o processo de análise da federalização do caso, uma cópia da investigação que estava em andamento na Justiça do Rio foi solicitada pela procuradora, mas o compartilhamento de informações foi rejeitado pelo juiz responsável pelo caso.

Além da federalização e a abertura de um novo inquérito, Dodge apresentou denúncia no STJ contra o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) Domingos Brazão, o delegado da Polícia Federal (PF) Hélio Kristian e mais quatro pessoas. Segundo a procuradoria, todos tentaram atrapalhar as investigações. 



A morte de Marielle Franco

A vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) foi morta a tiros no dia 14 de março do ano passado, na rua Joaquim Palhares, no Centro do Rio de Janeiro. De acordo com a polícia, ela foi alvejada dentro do carro. A vereadora e um motorista, que a acompanhava, morreram no local. Uma assessora da vereadora foi atingida por estilhaços. A Delegacia de Homicídios, que está à frente do caso, tem como principal linha de investigação a execução.

Mandato

Dodge encerra nesta terça-feira (17) mandato de dois anos na PGR. Durante o período em que chefiou o Ministério Público Federal (MPF), a procuradora apresentou 64 denúncias contra 224 pessoas; 19 pedidos de homologação de delações premiadas, e 427 pedidos de extradição.

Para o lugar de Raquel Dodge, o presidente Jair Bolsonaro indicou o sub-procurador-geral Augusto Aras. Antes de tomar posse no cargo, Aras precisa ser aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e pelo plenário da Casa. A previsão é que a indicação seja votada em 25 de setembro.

Até a aprovação, a Procuradoria-Geral da República será chefiada interinamente pelo vice-presidente do Conselho Superior do MPF, Alcides Martins.

Veja a lista de todos os PGRs desde a redemocratização:

1989 a 1995: Aristides Junqueira

1995 a 2003: Geraldo Brindeiro

2003 a 2005: Claudio Fonteles

2005 a 2009: Antonio Fernando Barros e Silva

2009 a 2013: Roberto Gurgel

2013 a 2017: Rodrigo Janot

2017 a 2019: Raquel Dodge




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM