Jornal do Commercio
Notícia
após fala de janot

Presidente da OAB quer que STF reveja dispensa de revista

O pedido acontece depois que o ex-procurador Geral da República, Rodrigo Janot, revelou ter entrado armado no Supremo em 2017 com a intenção de matar o ministro Gilmar Mendes

Publicado em 27/09/2019, às 13h19

Rodrigo Janot revelou que entrou armado no Supremo para matar o ministro Gilmar Mendes / Fotos: EBC
Rodrigo Janot revelou que entrou armado no Supremo para matar o ministro Gilmar Mendes
Fotos: EBC
JC Online

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, vai pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) que reveja decisão que dispensa revista de magistrados e promotores na porta do fórum. O pedido acontece depois que o ex-procurador Geral da República, Rodrigo Janot, revelou ter entrado armado no Supremo em 2017 com a intenção de matar o ministro Gilmar Mendes. As informações são do site Jota Info.

“Em todo o Brasil, até hoje, só tivemos episódios de violência com essas duas classes que possuem porte e que de forma pouco republicana não se submetem ao detector de metais”, disse o presidente do Conselho Federal da OAB.

De acordo com Santa Cruz, o Tribunal de Ética e Disciplina do estado é responsável por avaliar e punir casos de desvios éticos de advogados. Janot é ligado à seccional de Minas Gerais, mas Santa Cruz acionou o grupo de ética da OAB nacional.

Entenda

"Recomendo que procure ajuda psiquiátrica". Foi com essa frase que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, encerrou a nota que responde à entrevista do ex-procurador Geral da República, Rodrigo Janot. O ex-chefe do Ministério Público disse ter ido à Suprema Corte armado para matar o ministro.



"Se a divergência com um ministro do Supremo o expôs a tais tentações tresloucadas, imagino como conduziu ações penais de pessoas que ministros do Supremo não eram", diz a nota.

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot disse nesta quinta-feira, 26, ao Estado que, no momento mais tenso de sua passagem pelo cargo, chegou a ir armado para uma sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) com a intenção de matar a tiros o ministro Gilmar Mendes. “Não ia ser ameaça não. Ia ser assassinato mesmo. Ia matar ele (Gilmar) e depois me suicidar”, afirmou Janot.

Segundo o ex-procurador-geral, logo depois de ele apresentar uma exceção de suspeição contra Gilmar, o ministro difundiu “uma história mentirosa” sobre sua filha. “E isso me tirou do sério.”




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM