Jornal do Commercio
Notícia
PREVIDÊNCIA

Paulo Câmara e outros governadores discutem pauta que pode destravar votação da reforma

Um dos impasses discutidos é a distribuição dos recursos do megaleilão do pré-sal

Publicado em 08/10/2019, às 12h21

Dos 27 governadores, apenas os titulares de Alagoas, Ceará e Pará não estão presentes / Foto: Luiz Pessoa/Acervo JC Imagem
Dos 27 governadores, apenas os titulares de Alagoas, Ceará e Pará não estão presentes
Foto: Luiz Pessoa/Acervo JC Imagem
JC Online e Estadão Conteúdo

Enquanto a reforma da Previdência está parada no Senado, Paulo Câmara, governador de Pernambuco, e outros dirigentes estatais se reúnem em Brasília para discutir temas do pacto federativo, conjunto de propostas exigidas por parlamentares para dar sequência à proposta que reforma o sistema de aposentadorias no País. Na capital federal, 24 governadores se reúnem em ao longo de toda a terça-feira (08) uma das sedes do Banco do Brasil para debater as reformas da Previdência e a tributária e o pacto federativo.

Dos 27 governadores, apenas os titulares de Alagoas, Ceará e Pará não estão presentes, de acordo com a assessoria do governo do Distrito Federal.

Além dessa reunião, governadores também programaram conversas com deputados e senadores ao longo do dia.

Pauta

Um dos impasses discutidos é a distribuição dos recursos do megaleilão do pré-sal. O Congresso ainda não definiu quais serão os critérios do repasse do dinheiro para governadores e prefeitos.

A medida é uma das condições para o Senado concluir a votação da reforma da Previdência. O segundo turno da proposta no plenário estava previsto para o próximo dia 10, mas, diante da indefinição política envolvendo os recursos para Estados e municípios, vai atrasar.



A proposta que aumenta a participação da União no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) também está na pauta dos governadores. A relatora do texto na Câmara, Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO), participa do encontro.

Governadores defendem a proposta que torna o Fundeb permanente e aumenta a participação da União no fundo de 10% para 40% em dez anos. A medida preocupa o governo, que calcula um aumento de R$ 855 bilhões nos gastos em dez anos, anulando o ajuste promovido com a reforma da Previdência.

A securitização da dívida de Estados e municípios e o Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal (PEF), o chamado Plano Mansueto, também são assuntos da reunião de governadores.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM