Jornal do Commercio
Notícia
Presidente

Bolsonaro diz que não pretende deixar o PSL ''de livre e espontânea vontade''

Caso seja expulso, Bolsonaro disse que ''a tendência do PSL é murchar''

Publicado em 09/10/2019, às 16h52

Bolsonaro afirmou não querer ''entrar nessa briga
Bolsonaro afirmou não querer ''entrar nessa briga" com Bivar
Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem
JC Online
Com informações do O Antagonista

Atualizada às 17h32

Após rumores de que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) estaria pensando em deixar o PSL, o chefe do Executivo afirmou, em entrevista ao O Antagonista, que não pretende sair do partido "de livre e espontânea vontade". Sobre a possibilidade de ser afastado pelo presidente da sigla, Luciano Bivar, ele afirmou não querer ''entrar nessa briga'' e que é ''um direito dele (querer afastar o presidente)''.

Segundo Bolsonaro, caso seja expulso, "a tendência do PSL é murchar". "Se eu sair, é natural que muita gente saia também".

>>> Opinião: Polêmica com Bivar pode ter sido estratégia de Bolsonaro 

'Esquece o PSL'

Em relação à sua declaração nessa terça-feira (8), na qual diz para um apoiador recifense ''esquecer o PSL'', Bolsonaro disse que pode ter 'problema de campanha antecipada' associar a imagem do jovem à sua. "O rapaz falou que era candidato a vereador. Se começar a vincular nome a partido, à minha imagem, pode ter problema de campanha antecipada. Ninguém tem que se antecipar como antecipado, cria ciúmes. Quando falei que ele (Bivar) estava queimado, é que ele não está bem no estado dele (Pernambuco)", afirmou o presidente.

No vídeo divulgado nessa terça, o presidente disse para o jovem pernambucano Diogo Araújo ''esquecer o PSL'' e que o presidente do partido, Luciano Bivar (PE), "está queimado para caramba". Quando percebeu que o momento estava sendo gravado, Bolsonaro, visivelmente incomodado, pediu para o vídeo não ser divulgado. No entanto, a gravação foi publicada no canal do Youtube "Cafézinho com pimenta".

Horas após se encontrar com o presidente na saída do Palácio da Alvorada, Diogo divulgou um vídeo afirmando ser "cristão e de direita" e esclareceu que não foi ele que não foi ele quem divulgou a gravação com Bolsonaro. Segundo o recifense, mesmo que esteja ocorrendo uma crise no PSL, ele ainda pretende se candidatar nas próximas eleições. O cargo pretendido por Diogo é o de vereador.

"Eu vou me candidatar de qualquer forma. Eu sou cristão, sou de direita e eu creio que isso seja bastante importante para a nossa juventude", afirmou. Diogo comentou que com a repercussão do vídeo, viu 'tudo se desmoronar'.



Bivar: 'A fala dele foi terminal'

Mais cedo, ainda nesta quarta-feira (9), o presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), havia dito considerar que o presidente da República, Jair Bolsonaro, já decidiu pela saída do partido. "Quando ele diz a um estranho para esquecer o PSL, mostra que ele mesmo já esqueceu. Mostra que ele não tem mais nenhuma relação com o PSL", afirmou o dirigente partidário.

Já nessa terça-feira (8) Bolsonaro disse a um apoiador que se identificou como pré-candidato pela legenda no Recife para que ele esquecesse o partido e afirmou que Bivar "está queimado para caramba".

"A fala dele foi terminal, ele já está afastado. Não disse para esquecer o partido? Está esquecido", disse Bivar à jornalista Andreia Sadi, do portal G1.

Ainda segundo o presidente do PSL, nada mudará no partido com a saída de Bolsonaro. "O que pretendemos é viabilizar o país. Não vai alterar nada se Bolsonaro sair, seguiremos apoiando medidas fundamentais. Não estamos em grêmio estudantil. Ele pode levar tudo do partido, só não pode levar a dignidade, o sentimento liberal que temos e o compromisso com o combate à corrupção", disse.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM