Jornal do Commercio
Notícia
AGRESSÃO

Após agressão, Glenn diz que ''quem apoia violência no debate político é fascista''

Jornalista norte-americano foi agredido pelo também jornalista Augusto Nunes durante programa na Rádio Jovem Pan

Publicado em 07/11/2019, às 16h37

Segundo a colunista da Folha de S.Paulo, Mônica Bérgamo, Glenn Greenwald foi convidado para participar do programa, mas não sabia que Nunes estaria lá.  / Foto: Reprodução/Twitter @proposicoes
Segundo a colunista da Folha de S.Paulo, Mônica Bérgamo, Glenn Greenwald foi convidado para participar do programa, mas não sabia que Nunes estaria lá.
Foto: Reprodução/Twitter @proposicoes
JC Online

O jornalista norte-americano Glenn Greenwald repercutiu, na tarde desta quinta-feira (7), a agressão que sofreu por parte do também jornalista Augusto Nunes, durante o programa Pânico! da rádio Jovem Pan, quando Nunes deu uma tapa no rosto de Greenwald. Tudo aconteceu ao vivo. 

Horas depois, Glenn se manifestou por meio de um vídeo postado em sua conta no Twitter. "Esse uso da força física e da violência no debate político é uma coisa muito grave. Agora estamos vendo e, isso não deve surpreender ninguém, que o movimento do Bolsonaro, do Olavo (de Carvalho), do PSL, está aplaudindo, está apoiando o uso da força física e da violência no debate político porque eles são um movimento fascista. Fascistas pensam assim. Eles querem violência", disse, em um trecho do vídeo. 

>> Ciro chama Augusto Nunes de ''vagabundo''

Glenn diz no vídeo que, há cerca de oito semanas, no mesmo programa, Augusto Nunes disse "coisas feias e sujas" a respeito da sua família - o jornalista norte-americano é casado com o deputado David Miranda (PSOL-RJ) e têm dois filhos adotivos. 

"Todas as pessoas decentes sabem que você não usa filhos menores contra outras pessoas no debate político, mas a coisa mais importante ainda, eu disse que ele é covarde e estou falando isso de novo porque há milhões de brasileiros e pessoas no mundo tudo, inclusive seus próprios colegas e chefes na Jovem Pan, Revista Veja e agora na Record, que também têm filhos que os dois pais trabalham e ele nunca fala disso sobre os seus colegas, mas falou sobre nós", contou.



Participação no programa Pânico 

Segundo a colunista da Folha de S.Paulo, Mônica Bérgamo, Glenn Greenwald foi convidado para participar do programa, mas não sabia que Nunes estaria lá. Ao chegar, o norte-americano lembrou que Augusto "usou" seus filhos para criticar o fundador do site The Intercept e seu marido, o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ).

Em resposta, Augusto Nunes falou que sua fala seria apenas um comentário humorado. Após isso, Greenwald passou a chamá-lo repetidamente de covarde até que foi agredido.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM