Jornal do Commercio
Notícia
Opinião

Igor Maciel: Solução para o PSB é Bolsonaro candidatar-se no Recife

''Apenas a candidatura de Bolsonaro explica a cena de inauguração do Compaz ter se transformado em um palanque socialista de ataques ao presidente''. Leia o comentário de Igor Maciel

Publicado em 27/12/2019, às 09h25

O PSB estaria com dificuldades para se destacar como algo novo após tantos anos no poder e precisa de Bolsonaro para se reafirmar / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
O PSB estaria com dificuldades para se destacar como algo novo após tantos anos no poder e precisa de Bolsonaro para se reafirmar
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Igor Maciel, da coluna Pinga Fogo

Igor Maciel, da coluna Pinga Fogo*

Alguém precisa convencer Bolsonaro a candidatar-se no Recife e largar Brasília. O salário é menor, mas o rio e a rua da Aurora ao longe compensam. Além de tudo, quebraria um galho pro PSB local. O Presidente da República, seguindo sua receita de “menos Brasília e mais Brasil”, iria largar tudo e viria trabalhar na Avenida Cais do Apolo, 925. Ficaria impactado com a vista do décimo segundo andar, no prédio às margens de um rio que ele não lembra se é Capibaribe, Beberibe, ou os dois, porque explicaram e ele não entendeu direito. Essa maluquice que você, pacientemente, leu até agora é uma das duas únicas explicações para a fixação que o PSB assumiu pelo atual chefe do Executivo no Brasil.

A outra explicação, bom, é mais provável, embora menos poética. Nesse caso, o PSB estaria com dificuldades para se destacar como algo novo após tantos anos no poder. Percebe que terá dificuldade para romper um baixo nível de aprovação popular registrado em pesquisas recentes e, o pior, sabe que não será fácil explicar que enxugou mais gelo do que realmente transformou a vida das pessoas em Pernambuco. É verdade que o saldo não é algo mais positivo principalmente por causa da crise que o País vive. Mas também é verdade que a culpa não foi de Bolsonaro. Foi de Lula e Dilma que, através de decisões voltadas para o curto prazo eleitoral e não para o longo prazo dos legados, quebraram o Brasil.



Leia mais comentários de Igor Maciel:

Ricardo Coutinho vai da Kombi no início da carreira à prisão

Vereadores do Recife fizeram de tudo para que aumento do salário passasse despercebido

Em Pernambuco, a culpa de tudo é de Temer e de Bolsonaro

Bolsonaro tem que decidir se Moro faz bem ou é ameaça política

PSB faz o que sempre criticou, a reforma da Previdência e o teto dos gastos

Mas, o PSB era aliado deles. Então, facilitemos as coisas. Que tal colocar a culpa em quem tentou ou está tentando resolver, já que eles assumiram a batata enfumaçada. O que Michel Temer e Jair Bolsonaro têm em comum? Ganha um doce quem respondeu que eles não tiveram o apoio nacional do PSB. Se a culpa é minha, eu coloco ela em quem eu quiser, diria um cínico convicto.

Apenas essas duas hipóteses, a poética e a outra, explicam a cena de inauguração de um equipamento importante como o Compaz ter se transformado em um palanque socialista de ataques a Bolsonaro. O “lançamento” da campanha de João Campos (PSB), que foi reverenciado por quase todos os oradores, praticamente teve, na boca de todos, o contraponto ideal no atual presidente. João era o melhor para o futuro, "porque Bolsonaro”. Em entrevista recente à Rádio Jornal, Geraldo Júlio (PSB) resolveu que a crise, em vigor efetivo desde 2015 e gestada antes pela política econômica do segundo mandato de Lula, começou só em 2017 (de Temer pra cá).

Quem estava desempregado antes por causa da crise, na verdade, deve ter sido resultado do acaso.

*Igor Maciel é titular da coluna Pinga Fogo, no Jornal do Commercio




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM