Jornal do Commercio
Notícia
PGR

Augusto Aras diz que Procuradoria deve 'conciliar conflitos, não promovê-los'

Augusto Aras fez a declaração durante uma entrevista ao programa Interesse Público, da Procuradoria federal

Publicado em 13/01/2020, às 20h44

Augusto Aras é o procurador-geral da República / Foto: Roberto Jayme/TSE
Augusto Aras é o procurador-geral da República
Foto: Roberto Jayme/TSE
Estadão Conteúdo

O procurador-geral da República, Augusto Aras, disse que o Ministério Público deverá ser pautado pela segurança pública. O PGR falou, em entrevista ao programa Interesse Público, da própria Procuradoria federal, que dará os primeiros passos nessa direção em 2020.

"A todos e a todas que nos assistem, 2020 é o ano em que começaremos a realizar as nossas balizas principais", comentou ao dizer que o Ministério Público Federal realiza estudos em conjunto com o Conselho Nacional de Justiça e o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

"O desenvolvimento econômico com destravamento da economia. E o desenvolvimento também de políticas públicas voltadas para a segurança pública em todo o território nacional."



Judiciário "engessado

Aras falou também que o Judiciário brasileiro está "engessado", e destacou a função da Procuradoria no destravamento de ações. "Tornar o Ministério Público em uma instância capaz de conciliar conflitos, e não de promovê-los, como vem sendo a praxis nesses tantos anos de existência." A modernização da Procuradoria e otimização de recursos orçamentários estão entre as prioridades, disse Aras.

Bem como o compartilhamento de informações e boas experiências "através de um novo órgão que está sendo estruturado por colegas subprocuradores da República para reunir todas as forças-tarefas".

"Assim, com respeito ao promotor e procurador natural, promover todos os meios para que em cada Estado, em cada município, com o membro que tenha o vínculo institucional com a causa, nós possamos fornecer recursos suficientes para atender a demanda no combate não somente à macro e à microcriminalidade, mas também desenvolver os melhores trabalhos no que toca ao desenvolvimento econômico".




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM