Jornal do Commercio
Contas Públicas

Site ajuda a fiscalizar os gastos públicos

Diante das dificuldades para navegar nos portais da transparência existentes, estudante recifense cria um site que facilita a busca por informações de gastos públicos

Publicado em 08/09/2013, às 06h52

 / Foto: reprodução/Internet
Foto: reprodução/Internet
Carolina Albuquerque

Após a Lei de Acesso à Informação, nº 12.527/11, ficou mais fácil consultar os dados públicos. Depois de algumas décadas de democracia, somente com essa legislação, a publicidade das atividades e gastos com o dinheiro público virou obrigação dos três Poderes. Um avanço inegável. Porém, quem se arvora entre os portais de transparência de poderes como o Senado, a Presidência da República e a Câmara Federal deve estar pronto para adentrar num labirinto.

Uma ideia simples e mais ou menos trabalhosa surgiu dessa dificuldade. Prestes a se formar em Ciência da Computação na Universidade Católica de Pernambuco, Antônio Albuquerque jogou na rede o site “Fiscalizeai”. Um projeto, a princípio inteiramente pessoal, para facilitar a busca por informações de gastos públicos.

“A ideia veio diante do momento que o Brasil está vivendo, momento político. Em um discurso da presidente (Dilma Rousseff) me chamou atenção a fala de que era importante criar mecanismos de fiscalização para combater a corrupção. Até para quem é da área, um profissional de TI, achei muito espaços nos portais de transparência para chegar à informação. Isso é exatamente o oposto do que a ciência da computação oferece, que diz que as deve-se organizar de forma clara e objetiva”, explica Antônio.



Não por acaso, ele resolveu começar pela Câmara Federal, onde circulam mais de 500 deputados. Recém-lançado, o site, atualizado mensalmente, já dispõe de um ranking no qual expõe os líderes em gastos com a Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap). Nos oito meses de 2013, o conjunto de parlamentares exigiu dos cofres públicos o reembolso de mais de R$ 80 milhões. Até o momento, quem ocupa o primeiro lugar é o deputado federal Lira Maia (DEM-PA), com R$ 300.944,42.

No “Fiscalizeai” é possível saber, sem que seja necessário fazer cálculos, o gasto total por partido, por fornecedor dos serviços que integram a Ceap, por deputado e por categorias. Na computação isso se chama “mineração de dados”, explica Antônio. “O portal dos deputados fornece esses dados para enviar, baixar. O que faço é nada mais do que organizar de forma mais clara, para qualquer cidadão ir atrás. Também utilizo alguns métodos estatísticos, para além da busca por ordem alfabética, que a disponível na Câmara”, explica.

Serviço: ceap.fiscalizeai.com/br





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM