Jornal do Commercio
LOA 2017

Pernambuco terá orçamento de R$ 33,1 bilhões em 2017

Orçamento de 2017 ainda não prevê reajuste para servidores estaduais

Publicado em 06/10/2016, às 08h00

Apresentação do orçamento feita pelo secretário de Planejamento, Márcio Stefanni, prevê apenas crescimento vegetativo para a despesa com pessoal / Foto: João Bita/Alepe
Apresentação do orçamento feita pelo secretário de Planejamento, Márcio Stefanni, prevê apenas crescimento vegetativo para a despesa com pessoal
Foto: João Bita/Alepe
Paulo Veras e Aline Araújo

Prevendo um resultado ainda não muito favorável para a economia do Estado, a proposta de orçamento para 2017 de R$ 33,1 bilhões, apresentada à Assembleia Legislativa (Alepe), prevê um pequeno crescimento de 3% das receitas e despesas. O valor, porém, representa menos da metade da inflação de 7,23% prevista para este ano, fazendo de 2017 mais um ano de queda real no orçamento pernambucano.

Em meio ao cenário de crise, a apresentação do secretário de Planejamento, Márcio Stefanni, apresentou uma previsão de crescimento de 3,4% na despesa com pessoal, incluindo apenas o crescimento vegetativo dos gastos. Segundo a Seplag, o dado não significa que não haverá reajuste para os servidores. A Lei Orçamentária de 2016 também previa apenas o crescimento vegetativo.

Nas três principais secretarias, o orçamento pouco mudou em relação ao previsto para 2016. A Saúde terá R$ 4,3 bilhões no próximo ano. A Educação manterá os R$ 3,7 bilhões. E Defesa Social, um dos calos da gestão Paulo Câmara (PSB), terá um crescimento para R$ 3,4 bilhões.

Orcamento 2017

Para 2017, o Estado espera uma queda de 19% nas operações de crédito e de 3,1% no valor captado através de convênios. A mensagem do governador ao Legislativo ressalta que há uma “necessidade da Administração Estadual de obter um maior volume de recursos na área federal”.



Por ora, o governo espera um crescimento de 3,2% das fontes próprias. Principalreceita do Estado, o ICMS deve crescer 3,7%, atingindo R$ 13,4 bilhões. Já o Fundo de Participação dos Estados(FPE)representará R$ 5,6 bilhões, valor apenas 0,9% superior ao de 2016.

SEM OPOSIÇÃO

Nenhum deputado da oposição acompanhou a apresentação do orçamento. Única deputada não governista na audiência, Priscila Krause (DEM) questionou o governo se seria realista a estimativa de elevar em 31,8% a arrecadação com IPVA, quando, em 2016, mesmo com aumento da alíquota, o imposto teria rendido apenas 28% a mais do que no ano anterior. Segundo Stefanni, por ter parte do valor dividido com as prefeituras, os municípios têm intensificado a fiscalização da cobrança.

O Tribunal de Justiça (TJPE) deve receber R$ 1,4 bilhão em 2017. O repasse para a Alepe soma R$ 438,2 milhões e o do Tribunal de Contas fica em R$ 393,6 milhões. Os 49 deputados têm agora 20 dias para apresentar emendas à proposta. Eles podem destinar até R$ 70 milhões para determinadas áreas. A previsão é que o orçamento seja votado no início de dezembro.

Para o líder do governo, Waldemar Borges (PSB), a proposta orçamentária mostra um controle dos gastos e uma reação da receita própria, mas uma arrecadação ainda muito impactada pela crise nacional. Ele também cobra dos pernambucanos no governo federal alguma ação em relação a renegociação da dívida dos Estados, que não beneficiou Pernambuco.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM