Jornal do Commercio
Eleições 2016

Pesquisa IPMN/JC: No Recfe, Geraldo Julio (PSB) larga na frente de João Paulo (PT) no 2º turno

Prefeito e candidato à reeleição pelo PSB, Geraldo tem 60,2% dos votos válidos contra 39,8% do ex-prefeito

Publicado em 15/10/2016, às 12h00

Geraldo tem 60,2% dos votos válidos contra 39,8% de João Paulo de acordo com pesquisa IPMN/JC / Montagem JC/Imagem
Geraldo tem 60,2% dos votos válidos contra 39,8% de João Paulo de acordo com pesquisa IPMN/JC
Montagem JC/Imagem
Da editoria de Política

O Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN), o Jornal do Commercioe o portal Leia Já divulgam neste fim de semana a primeira pesquisa de intenção de votos do segundo turno no Recife. Pelo levantamento apresentado, o prefeito e candidato à reeleição Geraldo Julio (PSB) mantém a vantagem sobre o ex-prefeito João Paulo (PT) a exemplo do que ocorreu no primeiro turno. O socialista tem 60,2% dos votos válidos válidos contra 39,8% do petista. Os votos válidos são gerados a partir dos valores de intenção de voto de cada candidato na pergunta estimulada e desconsiderando-se os votos brancos, nulos e indecisos. O nível de confiança da pesquisa IPMN/JC é de 95% e a margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos.

“O que observamos nesta primeira pesquisa de segundo turno é uma ampla vantagem de Geraldoo. Ele tem cerca de 20 pontos percentuais à frente de João Paulo. Desde o primeiro turno, João Paulo não consegue adentrar no eleitorado de Geraldo. Essa é uma dificuldade que nos permite afirmar que o prefeito é favorito a vencer a eleição do segundo turno. Se João Paulo tivesse crescido em cima dos eleitores de Geraldo, teria uma perspectiva de crescimento geral. Porém, não podemos, neste momento, vislumbrar perspectiva de crescimento do candidato do PT”, diz o cientista político e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Adriano Oliveira.

ESPECIAL
>> A história das eleições no Recife

De acordo com Adriano, o petista, que já foi prefeito do Recife por oito anos (2001-2008) e conseguiu eleger João da Costa (PT) como sucessor para administrar a cidade entre 2009 e 2012, precisará de uma reviravolta se quiser voltar a comandar a cidade. “Temos mais duas semanas de campanha eleitoral e o desafio de João Paulo é superar essa diferença para Geraldo Julio. Observamos uma espécie de teto de João Paulo em virtude da rejeição do PT e também dele não ter adentrado no universo eleitoral de Geraldo. Isso ocorre desde o primeiro turno. Observamos uma regularidade”, afirma.

>> Eleitor do Recife mais decidido sobre em quem votar no segundo turno

Embora o PT esteja em um campo ideológico distinto do PSDB e do DEM e os partidos nunca tenham caminhado juntos em Pernambuco ou no Recife, João Paulo chegou a afirmar que buscaria os votos de quem votou nos candidatos dessas legendas - o deputado federal Daniel Coelho e a deputada estadual Priscila Krause, respectivamente. O ex-prefeito fez diversos sinais ao eleitorado tucano e democrata, chegando, inclusive, a declarar que poderia incorporar a uma possível gestão petistas propostas de governo apresentadas pelos rivais no primeiro turno.

ANÁLISES
>> Coluna Pinga-Fogo [GIOVANNI SANDES]

No entanto, apesar do aceno, até agora a estratégia de João Paulo não deu certo. “Geraldo Julio cresceu nos eleitores de Priscila e de Daniel”, atesta Adriano Oliveira. O movimento já era esperado uma vez que o PSDB e o DEM divulgaram nota externando apoio ao prefeito apesar de Daniel Coelho e Priscila Krause declararem que ficariam neutros neste segundo turno, sem participar de qualquer ato de campanha de Geraldo Julio.

MAIS NÚMEROS

Além de estar à frente no quesito votos válidos, Geraldo  também se destaca de João Paulo na pesquisa estimulada. Ele aparece com 50,9% das intenções de voto contra 33,6% do rival. Para 11,9% dos eleitores, o voto será em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos e 3,7% não responderam ou não sabem responder. 

Na pesquisa espontânea , modelo em que os nomes dos postulantes não são citados pelos entrevistadores, Geraldo tem 49,5% das intenções de voto contra 32,5% de João Paulo. Apesar de estar fora do segundo turno, Daniel Coelho foi citado por 0,1% dos entrevistados. Já 12,5% responderam que votarão em branco, nulo ou em nenhum dos postulantes e 5,4% não responderam ao levantamento ou não souberam responder.

Recomendados para você


Comentários

Por Magno ,17/10/2016

Toda pesquisa de opinião tem o mesmo mimimi: - Quem tá perdendo diz que estão induzindo ao voto para o prmeiro lugar E as divergencias existem simplesmente porque não entrevistam as mesmas pessoas. assim é lógico que haverá divergências... Se as amostragens levar em consideração bairros, ai terá até resultados inversos

Por jarbas leite,16/10/2016

SE EU SOUBESSE QUAL O PARTIDO DO JOÃO PAULO PODIA VOTA ATÉ NELE , SERÁ QUE ELE SABE, ACHO QUE NÃO SE SOUBESSE COLOCAVA NO SEU GUIA.

Por Rosa Maria,16/10/2016

O Recife possui um grande Prefeito que é Geraldo Julio que infelizmente pela robaleira do PT e CIA pelo desfalque não permitiu realizar as metas. Mesmo sem dinheiro conseguiu fazer coisas maravilhosas. Em frente Geraldo não deixe esse PT-tralas tentar desqualificar as suas grandes obras.

Por stelio,16/10/2016

Tenho percebido que o IPMN/JC vem induzindo o eleitor a votar em Geraldo Júlio. Parece aquela história: vou votar nele mesmo porque já ganhou. Pareceu-me que no primeiro turno o IPMN/JC queria levar o eleitor a votar em Geraldo Júlio para que ganhasse logo no primeiro turno. Se assim aconteceu, isso é pesquisa ?

Por Clóvis,16/10/2016

A Matéria do NE10 diz: Geraldo 50% e João Paulo 33%.JC diz: Geraldo 60% e João Paulo 39%.JC e NE10 não são o mesmo jornal.qual o motivo desta divergência alguém do jornal pode me explicar.IPMN/JC.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM