Jornal do Commercio
Luto

Políticos pernambucanos lamentam morte de Camilo Simões

Paulo Câmara (PSB), Geraldo Julio (PSB), João Paulo (PT), Priscila Krause (DEM), Aline Mariano (PMDB) e Bruno Araújo (PSDB) falaram sobre o falecimento do secretário de Turismo do Recife

Publicado em 16/10/2016, às 19h39

Camilo Simões foi encontrado morto em casa / Divulgação
Camilo Simões foi encontrado morto em casa
Divulgação
Da editoria de Política

Políticos de diversos partidos se manifestaram sobre a morte do secretário de Turismo do Recife, Camilo Simões. O governador Paulo Câmara (PSB) enviou uma nota oficial falando em nome do governo estadual.

"É com profunda tristeza que lamentamos o falecimento tão precoce do nosso amigo Camilo Simões. Um jovem talentoso, responsável, solidário, e com espírito público elevado. Pernambuco perde uma figura querida, que dedicou seus últimos anos ao Turismo do Recife. Que nos lembremos de Camilo pelo entusiasmo e alegria que ele sempre teve. Desejamos que a família encontre conforto e paz. À esposa, Rebeca, à mãe, Marta, aos filhos e demais familiares, contem conosco nesse momento tão sofrido", disse.

O prefeito Geraldo Julio (PSB), chefe de Camilo Simões, falou da relação com o auxiliar. O socialista decretou luto oficia de três dias e sua campanha à reeleição está suspensa por 24 horas.

"Perder um amigo é sempre muito difícil, mas quando esse amigo é alguém tão jovem como Camilo, a dor é muito maior. Nesse momento, as palavras me fogem. Impossível dimensionar a falta que ele fará por aqui. Eu perco um amigo querido. O Recife perde um gestor público dedicado e comprometido. Minhas orações neste momento estão com ele, sua esposa Rebeca, seus dois filhos pequenos, Pedro e Teo, e sua mãe Marta. Que Deus lhes dê forças e conforto agora. Segue em paz, Camilo".

Rival de Geraldo Julio na eleição deste ano, João Paulo (PT) foi o primeiro a divulgar uma nota lamentando o falecimento do auxiliar do atual gestor.

"É com pesar que lamento o falecimento do secretário de Turismo do Recife, Camilo Simões. Uma partida precoce que nos defronta com a fragilidade e inconstância da vida. Envio a toda a família meus sentimentos de paz e conforto", escreveu João Paulo.

Líder da bancada de oposição ao governo Paulo Câmara (PSB) e candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por João Paulo, Silvio Costa Filho (PRB) falou em nome de outros colegas da Assembleia Legislativa.

>> Camilo Simões é encontrado morto em casa no Recife

"A bancada de pposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco lamenta a morte prematura do Secretário de Turismo do Recife, Camilo Simões. Mesmo em campos opostos, sempre mantive uma boa relação com Camilo, jovem quadro da gestão pública do Estado. A toda a família nossa solidariedade e votos de força e paz num momento tão difícil", declarou.



SOLIDARIEDADE

Adversária de Geraldo Julio no primeiro turno da eleição para prefeito do Recife, a deputada estadual Priscila Krause (DEM) escreve uma mensagem de conforto para a família do secretário.

"Ainda sem acreditar no que aconteceu. É muito difícil encontrar palavras nesse momento.Só consigo pensar em Marta, a mãe; em Rebeca, Pedro e Teo, esposa e filhos; e em Marcelo, Bruna, João e Chico, os irmãos. Camilo teve uma vida, ainda que curta, brilhante. Fazendo jus ao brilhantismo próprio das famílias paterna e materna. Nossa geração perde alguém de muito valor, que contribuiu e ainda tinha muito a contribuir na construção de um mundo melhor. Que Nossa Senhora, mãe que é, coloque todos no colo e os ampare nessa hora de profundo sofrimento", disse. 

A vereadora Aline Mariano (PMDB), que foi reeleita este ano e trabalhou na prefeitura ao lado de Camilo, quando comandou a secretaria de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas, também comentou a morte de Camilo Simões. 

"Foi com muita tristeza e dor que recebi a notícia do falecimento do jovem secretário de Turismo, Camilo Simões. Um técnico competente e de uma dedicação estimável às suas atividades, amigo, parceiro e querido por todos. Um colega que convivi enquanto secretária na gestão pública municipal e tinha grande respeito e admiração. Enlutada pelo sentimento de pesar, venho expressar sinceras condolências à família pelo falecimento, na tarde deste domingo. Neste momento, pedimos ao nosso senhor Jesus que a família seja confortada, ao mesmo tempo em que todos nós, que convivemos com Camilo, prestamos nossas sinceras homenagens a este amigo e técnico de futuro promissor, um dos secretários mais estimados e que gozava da confiança e grande estima do prefeito Geraldo Julio", disse.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), também falou sobre o assunto. "Estou consternado com a perda precoce de Camilo Simões, jovem dedicado ao serviço público e ao Recife. Nossas pereces e que toda família seja confortada nesse momento tão difícil", afirmou.

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) escreveu: "a notícia da morte do secretário de Turismo do Recife, Camilo Simões, chocou a todos nós. Ainda bastante jovem, Camilo já despontava como competente gestor, uma renovação entre nossos quadros administrativos. Um falecimento prematuro, que interrompe uma trajetória promissora. Quero externar meu pesar aos familiares e amigos,  que possam encontrar na fé um pouco de conforto para este momento de dor e sofrimento".

Irmão do ex-governador Eduardo Campos, que morreu em um acidente aéreo em 2014, o advogado Antônio Campos (PSB) deu uma pausa na campanha de prefeito de Olinda para se mostrar solidário à família e aos amigos de Camilo Simões.

"Lamento a morte prematura do Secretário de Turismo e Lazer da Prefeitura do Recife, Camilo Simões. Publicitário, jovem e com um futuro promissor. Presto minhas condolências à família do Camilo, especialmente à sua mãe, e ao povo recifense que perde um grande gestor", disse.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM