Jornal do Commercio
OPERAÇÃO LAVA JATO

PF cumpre mandados de nova fase da Lava Jato em Pernambuco

No Estado, um dos alvos é Mário Barbosa Beltrão, empresário ligado ao senador Humberto Costa

Publicado em 21/03/2017, às 08h02

Material está sendo levado para sede da PF no Recife / Foto: TV Jornal
Material está sendo levado para sede da PF no Recife
Foto: TV Jornal
JC Online e Estadão Conteúdo

Atualizada às 10h55

A Polícia Federal cumpriu, no Grande Recife, cinco mandados de busca e apreensão da Operação Satélite, nova fase da Lava Jato que usa trechos das delações de 78 executivos da Odebrecht. Mídias de computadores e documentos fiscais foram recolhidos em três endereços de Boa Viagem e um da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, e também um no Janga, em Paulista. Outros mandados foram cumpridos em Brasília, Maceió, Rio de Janeiro e Salvador. Medidas são contra pessoas ligadas a senadores.

Os alvos desta etapa não são políticos, mas pessoas ligadas aos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Humberto Costa (PT-PE), Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Valdir Raupp (PMDB-RO). Em Pernambuco, um dos alvos é Mário Barbosa Beltrão, empresário ligado ao senador Humberto Costa. O material apreendido no Estado, em duas empresas e apartamentos, foi levado a sede da PF, na área central do Recife, e vai ser transferido para Brasília.

Os mandados foram solicitados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e autorizados pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). O chefe de comunicação da Polícia Federal de Pernambuco, Giovani Santoro, informou à Rádio Jornal que a ação corre em segredo de justiça.

Humberto Costa

Foto: Agência Senado

Em depoimento que faz parte de sua delação premiada, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou que o esquema de propinas e corrupção na Petrobras repassou R$ 1 milhão à campanha de Humberto Costa para o Senado em 2010.

Segundo O Estado de S. Paulo, Paulo Roberto afirmou que o dinheiro foi solicitado pelo empresário Mário Barbosa Beltrão.

Renan Calheiros

Foto: Agência Brasil

Acusação apresentada ao Supremo em dezembro do ano passado pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot, aponta que o peemedebista teria recebido propina de R$ 800 mil do esquema de corrupção na Petrobras por meio de doações eleitorais ao PMDB, em 2010.



Valdir Raupp

Foto: Agência Senado

Raupp é acusado de ter recebido R$ 500 mil para a sua campanha ao Senado em 2010, que, apesar de terem sido repassados via doações oficiais, teriam sido desviados do esquema de corrupção instalado na Petrobras, de acordo com a PGR. O senador nega irregularidades. A denúncia será julgada pelos cinco ministros que compõem a Segunda Turma do STF.

Eunício Oliveira

Foto: Agência Senado

Eunício Oliveira (PMDB-CE) era conhecido entre os executivos da Odebrecht como o "índio", apelido utilizado pelo chamado departamento de propinas da empreiteira para se referir ao parlamentar.

O ex-diretor de Relações Institucionais da empresa Cláudio Melo Filho afirmou em sua colaboração premiada que o agora segundo homem na linha de sucessão presidencial teria recebido cerca de R$ 2,1 milhões em propinas entre outubro de 2013 e janeiro de 2014.

Ações da Lava Jato em Pernambuco

Em agosto de 2016, a 33ª fase da Lava Jato - autorizada pelo juiz federal Sérgio Moro - investigou alvos de crimes de organização criminosa, cartel, fraudes licitatórias, corrupção e lavagem de dinheiro em Pernambuco. Na ocasião, o alvo foi a construtora Queiroz Galvão e os executivos ligados à construtora Ildefonso Colares e Othon Zanoide foram presos.

 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM