Jornal do Commercio
Frente das Oposições

Armando Monteiro lança pré-candidatura ao governo de Pernambuco

Além de Armando, também foi anunciado oficialmente o nome de Mendonça Filho para o Senado. As outras vagas na chapa majoritária ainda não foram definidas

Publicado em 11/06/2018, às 11h54

Durante o evento, as pessoas gritaram por diversas vezes a palavra de ordem
Durante o evento, as pessoas gritaram por diversas vezes a palavra de ordem "Pernambuco Vai Mudar", em substituição ao slogan usado anteriormente, o "Pernambuco Quer Mudar"
Foto: Renata Monteiro/ Especial para o JC Imagem
Editoria de Política

Atualizada às 12h36

A Frente das Oposições lançou oficialmente na manhã desta segunda-feira (11) a pré-candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB) ao governo de Pernambuco e do deputado federal Mendonça Filho (DEM) ao Senado Federal. O evento ocorre no Hotel Bugan, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

Em discurso acalorado, Armando Monteiro ressaltou o que chamou de convergência de opiniões no Estado em torno de uma posição crítica a gestão do governador Paulo Câmara (PSB). "Esse governo que aí está não correspondeu, não fez as entregas, não se colocou a altura dos desafios de Pernambuco, não deu rumo a sua administração, se omitiu. Pernambuco perdeu vez e voz, perdeu protagonismo no cenário regional. Eu vim hoje aqui com a responsabilidade que hoje me foi confiada eu vim celebrar a esperança, eu vim falar do futuro, eu vim convocá-los para que juntos possamos convocar todas as forças de Pernambuco, construir unidades a partir desse exemplo quando forças heterogêneas se reuniram", afirmou Armando. 

As outras duas vagas para a chapa majoritária, a do candidato a vice-governador e a outra do Senado ainda estão em aberto. A oposição espera agregar lideranças da Frente Popular e vem mantendo conversas com partidos como o PSC e o PP. Armando salienta que a oposição não tem pressa. "O tempo político nos aponta a possibilidade de manter aberta essa chama para eventualmente incorporarmos novas forças, portanto, no momento próprio nós vamos definir, eu não quero fixar data, mas posso dizer que estamos nesse momento conversando e dialogando com vários partidos e lideranças, portanto o que nós desejamos é ampliar essa frente e para isso estamos abertos para incorporar novas forças em torno desse projeto", disse o senador. 



Durante o evento, as pessoas gritaram por diversas vezes a palavra de ordem "Pernambuco Vai Mudar", em substituição ao slogan usado anteriormente, o "Pernambuco Quer Mudar". 

Estiveram presentes lideranças como os deputados federais Bruno Araújo (PSDB), Fernando Filho (DEM), Daniel Coelho (PPS), Ricardo Teobaldo (Podemos), Marinaldo Rosendo (PP), os ex-governadores Joaquim Francisco e João Lyra Neto. Este último chamou atenção por integrar um partido da base do governo. 

Mendonça Filho

O pré-candidato ao Senado Mendonça Filho fez duras críticas à gestão socialista em Pernambuco. Para ele, é preciso liderança para que o estado 'volte a ter protagonismo'. "Há uma vontade clara de mudanças percebemos isso e conseguimos aglutinar forças que estavam em posições diversas. Pernambuco perdeu relevância pois não temos líder à frente do estado Nós oferecemos alguém que com certeza vai liderar o estado de Pernambuco, hoje a voz, a força, e o nome da mudança é Armando para governador de Pernambuco", disse.



Comentários

Por Xô......Turma de Temer!,11/06/2018

Colocaram tudo de pior da política pernambucana nesta chapa! Golpista, conservadores, homens, brancos e ricos. E ainda querem se "desligar" do quadrilheiro Temer. Como esquecer que Mendonça Filho, Bruno Araújo e Fernando Bezerra Coelho Filho foram ministros de Temer e o livraram, por duas vezes, do impeachment? Isso não deixaremos que a população pernambucana esqueça!

Por CIDADÃ,11/06/2018

Muito bem ELEITOR!!! Vamos tirar a imunidade desses ladrões safados!

Por Bruno,11/06/2018

MAJORITÁRIA DE GOLPISTAS. VÃO PERDER FEIO!!! ARMANDO JÁ LEVOU LAPADA! MENDONÇA JÁ TA CALEJADO DE LEVAR LAPADA!!! TODOS PERDERAM!!! AGORA NUMA PANELA SÓ É MAIS FÁCIL!

Por mfa,11/06/2018

KKK!!! Botaram pra lascar no povo e no trabalhador e ainda vão querer votos? Pense num pessoal sínico e canalha este mendocinha e armandinho.

Por MFG,11/06/2018

KKKK! É pra rir ou pra chorar? Vocês do grupo jc, acham que essa "xapa" (com x mesmo) vai ganhar alguma coisa. Bando de incompetentes e traidores do povo. Puseram um bando de ladrões lá em brasília e agora querem que o voto do povo.. mendocinha não ganha nem pra gari e armando não sabe para que lado vá. Bando de canalhas e hipócritas.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM