Jornal do Commercio
Eleições2018

'Partidos são cartórios dirigidos por cúpulas partidárias', diz Rands em sabatina

Indagado sobre o envolvimento do PROS na Lava Jato, Rands afirma que o partido está se "reconstruindo"

Publicado em 12/09/2018, às 21h28

Maurício Rands, candidato ao governo do estado pelo PROS / Foto: Filipe Jordão /JC Imagem
Maurício Rands, candidato ao governo do estado pelo PROS
Foto: Filipe Jordão /JC Imagem
Editoria de Política

Em sabatina realizada pela TV Globo, nesta quarta-feira (12), o candidato ao Executivo estadual pelo PROS, Maurício Rands, foi questionado sobre a "nova política" que propõe em plano de governo e o apoio de seu partido à candidatura da ex-presidente Dilma Rousseff, no pleito de 2014. Segundo delações de ex-dirigentes da Odebrecht, a legenda teria recebido repasses financeiros em troca de apoio à chapa Dilma-Temer. Em resposta, Rands argumenta as denúncias foram arquivadas, mas admite necessidade de mudanças na sigla.

"Isso não se confirmou. Foram denúncias feitas sem consistência e foram arquivadas. Os partidos no Brasil são cartórios dirigidos por cúpulas partidárias em Brasília. Nós estamos reconstruindo um partido para ajudar a reconstrução da política. Como partido, temos ligações com os movimentos sociais, construindo de baixo para cima. 



INVESTIMENTOS

Rands também foi indagado sobre a viabilização de novos empreendimentos em Pernambuco. Sendo um dos pontos de seu programa de governo, ela afirma que irá desburocratizar o estado e mudar o sistema de arrecadação. "O estado pernambucano hoje é muito burocrático, muito presidido por uma lógica fazendária de arrecadar. Com essa crise, que foi uma das maiores desde 1930, a arrecadação do ICMS cresceu 5,9%, que totaliza 700 milhões de reais. No momento em que a economia de Pernambuco estava em crise, o estado aumentou sua voracidade tributária. Eu terei uma lógica da desburocratização.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM