Jornal do Commercio
Eleições2018

'Partidos são cartórios dirigidos por cúpulas partidárias', diz Rands em sabatina

Indagado sobre o envolvimento do PROS na Lava Jato, Rands afirma que o partido está se "reconstruindo"

Publicado em 12/09/2018, às 21h28

Maurício Rands, candidato ao governo do estado pelo PROS / Foto: Filipe Jordão /JC Imagem
Maurício Rands, candidato ao governo do estado pelo PROS
Foto: Filipe Jordão /JC Imagem
Editoria de Política

Em sabatina realizada pela TV Globo, nesta quarta-feira (12), o candidato ao Executivo estadual pelo PROS, Maurício Rands, foi questionado sobre a "nova política" que propõe em plano de governo e o apoio de seu partido à candidatura da ex-presidente Dilma Rousseff, no pleito de 2014. Segundo delações de ex-dirigentes da Odebrecht, a legenda teria recebido repasses financeiros em troca de apoio à chapa Dilma-Temer. Em resposta, Rands argumenta as denúncias foram arquivadas, mas admite necessidade de mudanças na sigla.

"Isso não se confirmou. Foram denúncias feitas sem consistência e foram arquivadas. Os partidos no Brasil são cartórios dirigidos por cúpulas partidárias em Brasília. Nós estamos reconstruindo um partido para ajudar a reconstrução da política. Como partido, temos ligações com os movimentos sociais, construindo de baixo para cima. 



INVESTIMENTOS

Rands também foi indagado sobre a viabilização de novos empreendimentos em Pernambuco. Sendo um dos pontos de seu programa de governo, ela afirma que irá desburocratizar o estado e mudar o sistema de arrecadação. "O estado pernambucano hoje é muito burocrático, muito presidido por uma lógica fazendária de arrecadar. Com essa crise, que foi uma das maiores desde 1930, a arrecadação do ICMS cresceu 5,9%, que totaliza 700 milhões de reais. No momento em que a economia de Pernambuco estava em crise, o estado aumentou sua voracidade tributária. Eu terei uma lógica da desburocratização.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM