Jornal do Commercio
ELEIÇÕES 2018

Paulo Câmara aponta crise como culpada pelos problemas na saúde

Sobre segurança, governador disse que está fazendo 'um amplo processo' de prender quem está fazendo mal em Pernambuco

Publicado em 14/09/2018, às 14h29

Paulo Câmara foi sabatinado pela TV Globo / Foto: Diego Nigro / JC Imagem
Paulo Câmara foi sabatinado pela TV Globo
Foto: Diego Nigro / JC Imagem
Da Editoria de Política

Sabatinado pela TV Globo nesta sexta-feira (14), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), apontou a crise como um dos fatores que impactam na gestão da saúde no Estado. "A saúde hoje em todo o Brasil merece uma atenção de todos os governantes. Nós tivemos uma crise muito grande no Brasil, principalmente, no final de 2014 e início de 2015. Essa crise resultou numa procura  maior por parte das pessoas aos serviços públicos de saúde. Pernambuco teve que aumentar muito os seus serviços oferecidos à população, justamente para atender melhor. E tivemos também que ampliar a rede de serviços", disse.

O socialista ainda destacou o impacto da crise nos municípios, que de tabela impacta nas contas estaduais. "Os municípios hoje não têm mais capacidade de ampliar os serviços, pelo contrário. Alguns estão fechando, e o SUS, que é controlado pelo Governo Federal, há 10 anos não aumenta o volume de recursos. Se você for olhar, nos últimos 10 anos Pernambuco gastava o mesmo volume de recursos que a União gastava 10 anos atrás. Hoje, Pernambuco gasta três vezes mais com saúde do que a União gasta, o que mostra claramente um desequilíbrio também nessa questão da saúde pública", destacou.

Sobre atraso na chegada de remédios, Paulo Câmara destacou que em 2014 o Estado tinha 34 mil pacientes que recebiam medicamentos e o número subiu para 54 mil. "O volume de recursos não aumentou e nós tivemos que gastar três vezes mais que nós estávamos antes", afirmou. "Nós temos buscado dar condições de esses medicamentos chegarem mais rápido para as pessoas que precisam. É um esforço que estamos fazendo em todo o estado, seja na prevenção, seja no cuidado para evitar que as pessoas não recebam seu medicamento. Temos que entender o papel da crise nesses processos", completou. 



O governador também culpou o governo de Michel Temer (MDB) pelo atraso em obras que dependem de verba federal. "O governo federal cortou recursos para obras de barragens de contenção de enchentes na Zona da Mata Sul. Tivemos que priorizar os serviços", disse. Você pode conferir a entrevista na íntegra clicando aqui!

SEGURANÇA PÚBLICA

No quesito segurança, Paulo afirmou que está fazendo um "amplo processo de prender quem está fazendo mal em Pernambuco". Ele ainda ressaltou o quanto o tráfico impacta nos números da violência. "Contratamos mais de cinco mil policiais, criamos várias estruturas da segurança pública que não estavam previstas para serem feitas, mas precisavam ser feitas, como os batalhões especializados em Caruaru e Petrolina e como nove delegacias de combate ao narcotráfico, porque hoje a droga é o grande mal da questão do aumento da violência no País e aqui em Pernambuco não foi diferente", disse.



Comentários

Por Sávio,15/09/2018

Concordo com Cesar. O IPVA de Pernambuco para carro acima de 180cc é 4% e na vizinha Paraíba é de 2% por isto que o meu carro tem placa de lá. Taxa de corpo de bombeiros para empresas aqui é anual e nos outros estados do Nordeste é a cada 03 anos. Então governador com os impostos e taxas mais altas que os outros Estado, a crise não tem por aqui.

Por mvm,15/09/2018

Pois então faça um favor a PE, sua desgraça: PRENDA A SI MESMO, pior governador que PE já teve!!!!!

Por raimundo,15/09/2018

MENTIRAAAAA!!!!! Antes do PT-PSB e coligados saquearem e quebrarem o Brasil a nossa saúde pública estadual já era um caos. Do recém-inaugurado (á época) Procape a unidades antigas como o Agamen (tive nos dois) a situação era de horror. E não mudou, NÃO. Esta semana mesmo o HGV estava com três elevadores quebrados. Só funcionava o de serviço, com lixo, pacientes, comida, funcionários etc. A esculhambação vem desde a época em que o INVENTOR desse senhor governava movido a mentira. E tende a piorar, porque a dívida estadual de R$ 4 bi, que o FINADO inflou para R$ 11 bi, já atinge os R$ 15 bi (43% dela em dólar acima de R$ 4,00). É situação de colapso, também noutros setores. Quero ver o que será de nós, se pegarmos mais três anos dessa lástima e um da trágica candidata a vice-governadora. Olinda já sofreu uma mostra e deu-lhe um não em 2016. Infelizmente os políticos e a MÍDIA locais só falam do endividamento das pessoas, ignorando estupidamente que cada pernambucano deve R$ 1,5 mil reais via tesouro estadual. Por que não te calas, invenção malfadada?

Por cezar,14/09/2018

MENTIROSO OS NUMEROS NÃO MENTEM E NEM O GOOGLE PROCUREM QUEM E ESSE MENTIROSO



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM