Jornal do Commercio
CONTAS PÚBLICAS

Como votaram os senadores de PE no aumento de salário de ministros do STF

O projeto foi criticado por Jair Bolsonaro pelo seu impacto nas contas públicas, estimado em 4 bilhões de reais

Publicado em 08/11/2018, às 11h50

FBC e Armando votaram a favor. Humberto se ausentou da votação / Fotos: Agência Senado
FBC e Armando votaram a favor. Humberto se ausentou da votação
Fotos: Agência Senado
Da Editoria de Política

O Senado Federal aprovou, nessa quarta-feira (7), o reajuste salarial de 16,38% dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do titular da Procuradoria-Geral da República (PGR). A remuneração dos magistrados da Corte passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O pleito terminou com 41 votos favoráveis ao projeto de lei, 16 contrários e uma abstenção. 

O projeto foi criticado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) pelo seu impacto nas contas públicas, estimado em 4 bilhões de reais. Entre os três senadores que Pernambuco possuí na Casa, dois foram a favor do aumento: Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (MDB). Já o senador Humberto Costa (PT) se ausentou da votação.

Veja a lista de como votaram todos os senadores:

A favor do aumento

Acir Gurgacz (PDT-RO)
Aécio Neves (PSDB-MG)
Ângela Portela (PDT-RR)
Antonio Anastasia (PSDB-MG)
Antônio Valadares (PSB-SE)
Armando Monteiro (PTB-PE)
Ataídes Oliveira (PSDB-TO)
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Cidinho Santos (PR-MT)
Ciro Nogueira (PP-PI)
Dalirio Beber (PSDB-SC)
Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Edison Lobão (MDB-MA)
Eduardo Amorim (PSDB-SE)
Eduardo Braga (MDB-AM)
Eduardo Lopes (PRB-RJ)
Fernando Coelho (MDB-PE)
Garibaldi Alves Filho (MDB-RN)
Hélio José (PROS-DF)
Ivo Cassol (PP-RO)
Jorge Viana (PT-AC)
José Agripino (DEM-RN)
José Amauri (PODE-PI)
José Medeiros (PODE-MT)
José Serra (PSDB-SP)
Otto Alencar (PSD-BA)
Paulo Bauer (PSDB-SC)
Paulo Rocha (PT-PA)
Raimundo Lira (PSD-PB)
Renan Calheiros (MDB-AL)
Roberto Rocha (PSDB-MA)
Romero Jucá (MDB-RR)
Rose de Freitas (PODE-ES)
Sérgio Petecão (PSD-AC)
Tasso Jereissati (PSDB-CE)
Telmário Mota (PTB-RR)
Valdir Raupp (MDB-RO)
Vicentinho Alves (PR-TO)
Walter Pinheiro (Sem partido-BA)
Wellington Fagundes (PR-MT)
Zeze Perrella (MDB-MG)



Contra o aumento

Airton Sandoval (MDB-SP)
Cristóvam Buarque (PPS-DF)
Fátima Bezerra (PT-RN)
Givago Tenório (PP-AL)
José Pimentel (PT-CE)
Lídice da Mata (PSB-BA)
Lúcia Vânia (PSB-GO)
Maria do Carmo Alves (DEM-SE)
Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
Regina Sousa (PT-PI)
Reguffe (Sem partido-DF)
Ricardo Ferraço (PSDB-ES)
Roberto Requião (MDB-PR)
Ronaldo Caiado (DEM-GO)
Vanessa Graziottin (PCdoB-AM)
Wilder Morais (DEM-GO)

Abstenção

José Maranhão (MDB-PB)

Ausentes

Alvaro Dias (Podemos-PR)
Ana Amélia (PP-RS)
Dário Berger (MDB-SC)
Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Eunício Oliveira (MDB-CE)
Fernando Collor (PTC-AL)
Flexa Ribeiro (PSDB-PA)
Gladson Cameli (PP-AC)
Gleisi Hoffmann (PT-PR)
Humberto Costa (PT-PE)
Jader Barbalho (MDB-PA)
João Alberto Souza (MDB-MA)
João Capiberibe (PSB-AP)
Lasier Martins (PSD-RS)
Lindbergh Farias (PT-RJ)
Magno Malta (PR-ES)
Marta Suplicy (MDB-SP)
Omar Aziz (PSD-AM)
Paulo Paim (PT-RS)
Pedro Chaves (PRB-MS)
Romário (Podemos-RJ)
Ronaldo Caiado (DEM-GO)
Simone Tebet (MDB-MS)
Waldemir Moka (MDB-MS)
Guaracy Silveira (DC-TO)



Comentários

Por Santos,08/11/2018

Enquanto isto, os Aposentados do INSS que pagaram diretamente a Previdência Social durante 35 ANOS (além de diversos Impostos e Taxas, os quais ainda continuam pagando), quando se aposentam recebem tão somente Um Salário Mínimo, sendo aplicados, ainda, descontos sobre este valor mínimo. Esta "situação" tem que ser modificada, urgentemente.

Por Juliana de Moura,08/11/2018

O que se esperar de Armando Monteiro e Fernando Bezerra Coelho(até pouco tempo aliado de Eduardo Campos/Paulo Câmara).

Por LYRA,08/11/2018

Apesar de totalmente inimigo declarado de todo e qualquer membro dessa grande e perigosa quadrilha que é a podre politica nacional, acho que os LADRÕES que votaram a favor desse reajuste, em sua maioria devem ao nosso podre, fraco, desacreditado e não confiável judiciário e, para ver se dessa união que sempre existiu, políticos e judiciário, eles se veem livres dos seus processos e não vão parar na cadeia e para isso, determinaram uma derrota amarga ao BANDIDO E DITADOR BOLSA NO ARO, que terá que se virar para arrumar dinheiro para pagar aos MORCEGOS e, pelo visto sabe quem pagará a conta? Acertaram de primeira, os mais pobres, entre eles os aposentados, conforme projeto do DITADOR E DE SUA EQUIPE.

Por Robson César,08/11/2018

Estes são os piores traidores da Pátria , apostam no quanto pior melhor para eles!!! Mas não é novidade já os conhecemos!!!!!!!! Tem um deles que deve muito a Justiça!!! ARENA DE PERNAMBUCO!!!!!!!!!!!!!!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM