Jornal do Commercio
GOVERNADOR

'Foram casos pontuais', diz Paulo Câmara sobre suspensão de merenda em 15 escolas

A Casa de Farinha suspendeu o fornecimento de merenda por três dias alegando falta de pagamento por parte do governo

Publicado em 06/12/2018, às 11h08

Paulo Câmara disse que o problema será resolvido até esta sexta (7) / Foto: Reprodução / TV Jornal
Paulo Câmara disse que o problema será resolvido até esta sexta (7)
Foto: Reprodução / TV Jornal
Da Editoria de Política

O governador Paulo Câmara (PSB) classificou como "casos pontuais" a suspensão de merenda em 15 escolas estaduais por atraso no pagamento à fornecedora de alimentos Casa de Farinha. "Falei agora pela manhã com o secretário, ele disse que estava regularizando, que são casos pontuais e a gente vai regularizar até amanhã", disse o socialista após missa no Morro da Conceição, Zona Oeste do Recife, na manhã desta quinta-feira (6).

Paulo ainda foi questionado sobre qual o problema no pagamento e quando isso seria realizado, mas voltou a afirmar, apenas, que "são questões pontuais". Nessa quarta-feira (5), a empresa Casa de Farinha S.A. informou ter suspendido o fornecimento de alimentos devido atraso no pagamento que fica a cargo da Secretaria de Educação estadual.

Reeleito na eleição deste ano, no primeiro turno, Paulo Câmara será diplomado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), na tarde desta quinta-feira (6), às 15h, no Classic Hall, em Olinda, junto com todos os candidatos eleitos em outubro. 

As reportagens do JC e da Rádio Jornal entrevistaram alunos da rede estadual que afirmaram estar sem aulas em horário integral na desde segunda-feira (3). De acordo com os estudantes, eles passaram a ser liberados às 11h por falta de alimentação. A fornecedora informou que vai restabelecer o serviço a partir desta quinta-feira (6), pois recebeu uma nova promessa de que o pagamento será realizado nos próximos dias.



A Secretaria de Educação de Pernambuco informou que a maior parte das escolas do Estado conta com merenda escolarizada, ou seja, os alimentos são preparados pelas merendeiras da própria unidade de ensino. "Para uma outra parte das escolas, a merenda é preparada por 13 empresas terceirizadas contratadas pelo Estado, sendo a Casa de Farinha apenas uma delas. A Secretaria esclarece ainda que a rede estadual funcionou normalmente nesta quarta-feira (05). A Secretaria esclarece ainda que o ocorrido em poucas unidades nesta quarta, é um caso isolado e que já conversou com a empresa responsável a fim de garantir que não ocorra a interrupção da alimentação de estudantes. A empresa, inclusive, já informou que a partir desta quinta-feira (06) o serviço de merenda dessas unidades específicas será restabelecido", diz a nota da secretaria.

NOTIFICAÇÃO

Em novembro, após notificar o Governo do Estado sobre uma suspensão na distribuição de merendas escolares de 66 escolas em 35 cidades de Pernambuco, a Casa de Farinha S.A. afirmou ter recebido parte do pagamento e retomou prontamente a distribuição dos alimentos. Em nota, a empresa disse que recebeu o valor equivalente a cerca de 10% do débito total de cerca de R$ 8 milhões, pago via Secretaria de Educação.

A empresa destacou que a continuidade do fornecimento estará condicionada ao cumprimento do cronograma de pagamento que será estabelecido com o Governo do Estado. "Entendemos a delicada situação financeira a qual o Estado se encontra, entretanto, a ausência de pagamentos por tanto tempo torna inviável a manutenção do serviço. Mesmo com os atrasos a Casa de Farinha vem honrando a folha de pagamento e os tributos necessários. Acreditamos no compromisso do Estado", afirmou a Casa de Farinha no último dia 20 de novembro.

De acordo com a Casa de Farinha, após o pagamento dos 10%, o governo estadual não seguiu o cronograma acertado.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM