Jornal do Commercio
Posse na Alepe

Paulo Câmara alfineta Bolsonaro em cerimônia de posse

Paulo afirmou que vai buscar convergências, mas fazer oposição a Bolsonaro em algumas pautas

Publicado em 01/01/2019, às 16h51

A cerimônia de posse de Paulo Câmara aconteceu na tarde desta terça, na Alepe / Foto: Dayvison Nunes/ JC Imagem
A cerimônia de posse de Paulo Câmara aconteceu na tarde desta terça, na Alepe
Foto: Dayvison Nunes/ JC Imagem
Da Editoria de Política
Com informações do Blog de Jamildo

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), criticou, sem citar o nome, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), em seu discurso de posse na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (1º). “O amor ao Brasil não é monopólio de nenhum brasileiro, seja civil ou militar”, afirmou.

“A forma de expressar este sentimento depende de cada um. Morrer em um campo de batalha é uma forma de amar o Brasil. Ocupar as ruas em defesa da democracia também é”, disse. “Precisamos de paz, porém não a paz do silêncio imposto pela força. Queremos a paz viva, do debate, do contraditório, da liberdade de opinião. A paz da democracia”.

Vice-presidente nacional do PSB, Paulo Câmara ainda afirmou que vai buscar convergências, mas fazer oposição a Bolsonaro em algumas pautas. O partido dele articulou com o PCdoB, sigla da vice-governadora, Luciana Santos, e com o PDT, de Ciro Gomes, um bloco de oposição ao presidente no Congresso.

“A submissão, em qualquer tempo, de qualquer natureza, por qualquer motivo, é incompatível com o espírito libertário dos pernambucanos. Apoiaremos decisões que beneficiem Pernambuco e o Nordeste, a exemplo das obras complementares da Transposição das águas do Rio São Francisco e da conclusão da Ferrovia Transnordestina. Mas seremos contra, fundados em sólidos argumentos, a iniciativas que comprometam o futuro do estado e da região, como a privatização da Chesf”, afirmou Paulo Câmara no discurso.

O governador ainda defendeu que é “urgente desmontar os palanques” após uma eleição marcada pela radicalização, segundo ele. “Temos que juntar os cacos espalhados à nossa frente, efeito da polarização desmedida. Nós, os pernambucanos e os brasileiros, já provamos ter tal capacidade. Foi assim na oposição à ditadura; na promulgação da Constituição de 1988, há 30 anos; na mobilização pelas eleições diretas; na vitória contra a inflação; no combate à miséria”.

Discurso de Paulo 

Em discurso de posse para cumprir segundo mandato como governador do Estado, paulo Câmara (PSB) agradeceu votos conquistados na campanha e afirmou que Pernambuco continuará avançando. "Retorno com a satisfação de dizer que a aprovação do nosso projeto político, que tem feito Pernambuco avançar nos últimos 12 anos, foi manifestada democraticamente pela maioria da população, em todas as doze regiões do nosso Estado, mais uma vez. Essa manifestação nos obriga a persistir nos avanços sociais que, com a unidade do povo, temos implantado em Pernambuco", declarou.



O socialista continua suas palavras e afirma que "os desafios do futuro serão enfrentados por caminhos abertos pelo diálogo, pela transparência, e fiscalizados pelo povo". "Avançaremos juntos com os poderes legal e legitimamente constituídos: o Legislativo, o Judiciário, o Ministério Público e o Tribunal de Contas, e com toda a sociedade", completou Paulo.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

 

Um dos grandes pilares da sua campanha em 2018, a questão da segurança voltou a ser citada no discurso de Paulo Câmara (PSB) na cerimônia de posse para o seu segundo mandato como governador de Pernambuco. Segundo ele, ''não há motivos para comemorar, enquanto uma única vida for perdida''.

Um dos grandes pilares da sua campanha em 2018, a questão da segurança voltou a ser citada no discurso de Paulo Câmara (PSB) na cerimônia de posse para o seu segundo mandato como governador de Pernambuco. Segundo ele, ''não há motivos para comemorar, enquanto uma única vida for perdida''.

Cerimônia na Alepe

Acompanhado pela sua família e pela vice-governadora, deputada Luciana Santos (PCdoB), o governador reeleito Paulo Câmara (PSB) chegou a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para sua cerimônia de posse, na tarde desta terça-feira (1º). Pela primeira vez, a solenidade não aconteceu no Palácio Joaquim Nabuco, no plenário da antiga sede da Alepe.

Em 2019, a cerimônia de posse acontece no plenário do edifício Governador Miguel Arraes de Alencar, onde funciona atualmente a Alepe, na Rua da União, por trás da antiga sede.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Paulo joseph,28/02/2019

Eu que não voto nesse cara.Nem em eduardo campos se estivesse vivo.

Por GUSTAVO SILVA,06/01/2019

DEUS tenha misericórdia de PERNAMBUCO, não tem um político que preste, são todos incompetentes, mentirosos e hipócritas. POLÍTICA NOJENTA , POVO PERDIDO. PAULO CÂMARA e LUCIANA SANTOS serão o fim deste estado. BOA SORTE PERNAMBUCO!

Por germano,02/01/2019

Paulo Camara precisa entender que, que as eleições acabaram e que PE não é País, e que todos nós dependemos de que O governo federal faça um bom governo. Ele precisa esquecer que é militante de esquerda e garantir que Pernambuco cresça, precisa estar alinhado ao governo federal. #Graças a Deus não votei nesse rebelde sem causa.

Por Paulo,02/01/2019

Este B.M. vem falar de submissão, quando está submisso ao pt e seus puxadinhos, garanto que quem escreveu o discurso foi o pt.

Por Revoltado,02/01/2019

Infelizmente Paulo Câmara e a família Campos continuam no poder sob os votos dos ignorantes políticos. É lamentável a situação de Pernambuco nesse momento, com um Governador sem atitudes e um Presidente rancoroso e incapaz. Acordamos com a ressaca do autoritarismo que governa o nosso país!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM