Jornal do Commercio
DECISÃO JUDICIAL

MPPE afirma que decisão judicial sobre Casa de Farinha não compromete contratos já vigentes

Empresa, que anunciou demissão de 1,3 mil funcionários nesta sexta (11), argumentou que decisão de juíza ‘compromete alimentação de mais de 300 mil pessoas por dia’

Publicado em 11/01/2019, às 17h17

No Recife, 150 mil estudantes seriam afetados com a demissão de funcionários da Casa de Farinha / Foto: Reprodução/TV Jornal
No Recife, 150 mil estudantes seriam afetados com a demissão de funcionários da Casa de Farinha
Foto: Reprodução/TV Jornal
JC Online

Na tarde desta sexta-feira (11) o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) divulgou nota falando sobre a decisão judicial que suspende a empresa Casa de Farinha de assinar novos contratos. No documento, o órgão afirma que a suspensão aplicada pela juíza Idiara Buenos Aires, de Ipojuca, e ratificada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) não compromete os contratos ainda vigentes entre o governo do Estado e a empresa. Leia na íntegra.

Nota de esclarecimento

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) vem a público esclarecer que a decisão judicial que suspende as atividades econômicas da empresa Casa de Farinha não tem nenhum efeito sobre os contatos já em vigor. A medida apenas impede a empresa de firmar novos contatos e disputar novas licitações.



Por esse motivo, apesar de nota emitida pela empresa mencionando possíveis demissões, cabe salientar que não existe impedimento à continuidade da prestação dos serviços já contratados.

Demissões

Nesta sexta, a Casa de Farinha anunciou a demissão de 1,3 mil funcionários. A empresa argumenta que os desligamentos eram “inevitáveis”, em virtude da decisão. Outras demissões estariam por vir, segundo a Casa de Farinha, que conta com 2,3 mil trabalhadores em seu quadro de funcionários hoje. Com as saídas, a Prefeitura do Recife afirmou que pelo menos 150 mil alunos seriam afetados no fornecimento de merenda escolar.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM