Jornal do Commercio
ALEPE

Frente Parlamentar quer minimizar contaminação do São Francisco por rejeitos

Grupo de deputados estaduais vai discutir riscos de contaminação das águas do Velho Chico por lama vinda do desastre de Brumadinho

Publicado em 12/02/2019, às 18h32

Deputado Lucas Ramos (PSB, ao centro) é o coordenador da Frente / Foto: Divulgação/Alepe
Deputado Lucas Ramos (PSB, ao centro) é o coordenador da Frente
Foto: Divulgação/Alepe
JC Online

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) instalou nesta terça-feira (12) a Frente Parlamentar em Defesa do Rio São Francisco, para discutir e propor ações que minimizem o impacto do desastre de Brumadinho (MG) no rio. A contaminação das águas do Velho Chico afetaria a economia dos 521 municípios que estão ao longo da bacia hidrográfica.

O deputado estadual Lucas Ramos (PSB) foi escolhido para coordenar o colegiado. Ele vai conduzir as reuniões, convocar audiências públicas, articular ações integradas com outros poderes. Também terá a responsabilidade de realizar visitas técnicas que resultem na elaboração de um relatório que aponte ações que priorizem a manutenção da qualidade das águas do São Francisco.

Segundo Ramos, os ribeirinhos de Minas Gerais já sentem os impactos da contaminação. “Já foi verificado mercúrio em trechos do Rio Paraopeba (afluente do São Francisco), causando danos à saúde das pessoas que entram em contato com essa água contaminada”, disse.



O coordenador da Frente terá seu primeiro compromisso já na próxima quarta-feira (13), onde participará do 58º Fórum das Bacias Hidrográficas, em Belo Horizonte, capital mineira. No dia 21, Ramos segue para Brasília, onde vai participar de reunião com a comissão parlamentar que discute no Congresso Nacional o rompimento da barragem 1 da Mina Feijão.

Desastre e consequências

Em Brumadinho, foram confirmadas 165 mortes após o rompimento da barragem 1 do complexo Mina do Feijão. Outras 158 pessoas estão desaparecidas e 138 estão desabrigadas. O desastre ocorreu no início da tarde do dia 25 de janeiro, destruindo o centro administrativo da mineradora Vale, uma pousada e residências localizadas nas proximidades. 

A lama de rejeitos alcançou o Rio Paraopeba e chegou ao reservatório da Usina do Retiro Baixo no último sábado (9). Segundo especialistas, o material deve alcançar a Represa de Três Marias e contaminar as águas do Rio São Francisco entre os dias 15 e 20 de fevereiro.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM