Jornal do Commercio
Disputa

Votação que decide comando da Comissão de Direitos Humanos é adiada na Alepe

Já teria ficado definido que o 1º mandato coletivo de Pernambuco, as Juntas iriam presidir a Comissão

Publicado em 12/02/2019, às 12h53

Na última legislatura, quem presidia a comissão era o deputado Edilson Silva (PSOL), que não conseguiu a reeleição / Foto: Rinaldo Marques/Alepe
Na última legislatura, quem presidia a comissão era o deputado Edilson Silva (PSOL), que não conseguiu a reeleição
Foto: Rinaldo Marques/Alepe
Da Editoria de Política

Marcada para acontecer no fim da manhã desta terça-feira (12), a votação que definiria a presidência e a vice-presidência da Comissão de Direitos Humanos na Assembleia Legislativa (Alepe) foi adiada para a próxima quinta-feira (14). O motivo seria a quebra de acordos entre as bancadas, uma vez que, a deputada Clarissa Tércio (PSC), parlamentar que detém o eleitorado em sua maioria evangélico, se candidatou a vaga. 

Entenda

Já teria ficado definido que o 1º mandato coletivo de Pernambuco, as Juntas iriam presidir a Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular da Alepe. A vice-presidência do colegiado ficaria com o deputado estadual Pastor Cleiton Collins (PP). Só que a decisão não foi respeitada.

Os demais titulares ficaram com os deputados João Paulo (PCdoB) e Adalto Santos (PSB). Os suplentes serão Dulcicleide Amorim (PT), Isaltino Nascimento (PSB), Joel da Harpa (PP), Manoel Ferreira (PSC) e William Brigido (PRB).



Na última legislatura, quem presidia a comissão era o deputado Edilson Silva (PSOL), que não conseguiu a reeleição.

Comissões

A escolha das presidências e dos integrantes das 15 comissões temáticas é feita de acordo com a proporcionalidade das bancadas. Uma configuração também favorável para o governo, que deverá ter o comando de 13 delas e a oposição apenas três. Cabe as duas bancadas definirem quais parlamentares serão indicados tanto para as presidências das comissões como para integrá-las. Apenas a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) tem 9 integrantes e as demais, cinco.

Há também um suplente para cada titular. O nome dos integrantes de todas as comissões temáticas da Alepe foram divulgados no Diário Oficial de Pernambuco nesta quinta-feira (7). Os membros decidem, em votação, a presidência e vice-presidência de cada colegiado.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM