Jornal do Commercio
REPERCUSSÃO

‘Se o Bivar escolheu candidata laranja, é um problema dele’, diz Bebianno em áudio

Em trecho de conversa divulgada nesta terça (19), ex-ministro aponta Luciano Bivar como responsável no caso de candidatura laranja do PSL

Publicado em 19/02/2019, às 17h36

Bebianno contradisse Bivar ao afirmar que não era o responsável pelo repasse de verbas a candidaturas em Pernambuco / Foto: Fernando Frazão/ABr
Bebianno contradisse Bivar ao afirmar que não era o responsável pelo repasse de verbas a candidaturas em Pernambuco
Foto: Fernando Frazão/ABr
JC Online

Em um dos áudios divulgados nesta terça-feira (19) pela revista Veja, que mostra a conversa entre o presidente Jair Bolsonaro e o agora ex-ministro Gustavo Bebianno, o ex-titular da Secretaria-Geral da Presidência aponta Luciano Bivar, presidente nacional do PSL, como responsável pela eventual candidatura laranja do partido em Pernambuco. Segundo ele, a nacional do partido não teria como controlar as candidaturas estaduais. Ouça abaixo:

BEBIANNO: “Em relação a isso, capitão, também acho que a coisa está… Não está clara. A minha tarefa como presidente interino nacional foi cuidar da sua campanha. A prestação de contas que me competia foi aprovada com louvor, é… Agora, cada Estado fez a sua chapa. Em nenhum partido, capitão, a nacional é responsável pelas chapas estaduais. O senhor sabe disso melhor do que eu. E, no nosso caso, quando eu assumi o PSL, houve uma grande dificuldade na escolha dos presidentes de cada Estado, porque nós não sabíamos quem era quem. É… Cada chapa foi montada pela sua estadual. No caso de Pernambuco, pelo Bivar, logicamente. Se o Bivar escolheu candidata laranja, é um problema dele, político. E é um problema legal dela explicar o que ela fez com o dinheiro. Da minha parte, eu só repassei o dinheiro que me foi solicitado por escrito. Eu tenho tudo registrado por escrito. Então é ótimo que a Polícia Federal esteja, é ótimo que investigue, é ótimo que apure, é ótimo que puna os responsáveis. Eu não tenho nada a ver com isso.  É… Depois a gente conversa pessoalmente, capitão, tá? Eu tô vendo que o senhor está bem envenenado. Mas tudo bem, a minha consciência está tranquila, o meu papel foi limpo, continua sendo. E tomara que a polícia chegue mesmo à constatação do que foi feito, mas eu não tenho nada a ver com isso. O Luciano Bivar que é responsável lá pela chapa dele. Abraço, capitão.”

No áudio, enviado por WhatsApp ao presidente Jair Bolsonaro, Gustavo Bebianno explica qual o papel dele no repasse de verbas do PSL para Pernambuco, pivô do caso dos candidatos laranjas. As suspeitas de irregularidades foram divulgadas no dia 12 de fevereiro, pelo jornal Folha de S. Paulo.

Candidatura laranja

O ex-ministro está se referindo ao caso de Maria de Lourdes Paixão, candidata pelo partido do presidente a deputada federal nas últimas eleições. O jornal revelou que ela recebeu R$ 400 mil da direção nacional da legenda apenas quatro dias antes das eleições.



O dinheiro teria sido usado na impressão de 9 milhões de santinhos em uma gráfica. Também teriam sido impressos 1,7 milhões de adesivos. Maria de Lourdes só recebeu 274 votos. O jornal também apontou que a gráfica registrada como a responsável pelas impressões não teria estrutura para fazer o serviço.

A candidata foi questionada sobre o caso. Ela não informou o motivo do repasse e de ter sido escolhida para disputar a vaga. Maria de Lourdes afirmou não lembrar o nome do contador que aparece na declaração.

“Recebi um valor expressivo do partido, mas acontece que quando eu vim a receber já era campanha final, entendeu, e não deu tempo para eu meu expandir”, respondeu. À Folha, o presidente nacional do PSL, deputado federal Luciano Bivar, atribuiu a decisão sobre o dinheiro ao então ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM