Jornal do Commercio
Notícia
Entrevista

Gonzaga Patriota diz que não vê nada de diferente na aposentadoria de Janot

O deputado ainda defendeu o partido ter fechado contra o texto da reforma da Previdência

Publicado em 26/04/2019, às 10h59

O socialista é um dos nomes mais fortes do partido na Câmara Federal / Foto: Luís Macedo / Câmara dos Deputados
O socialista é um dos nomes mais fortes do partido na Câmara Federal
Foto: Luís Macedo / Câmara dos Deputados
De Douglas Fernandes do Blog de Jamildo

Atualizada às 11h19

Em entrevista nesta sexta-feira (26) ao programa Passando a Limpo, da Rádio Jornal, o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) falou sobre reforma da Previdência e considerou normal o valor da aposentadoria do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. Ele receberá o salário integral. Em março, Janot recebeu uma remuneração de R$ 38 mil como subprocurador da República, posto que assumiu após sair do comando da PGR. "Eu não vejo nada de diferente (sobre o valor)", respondeu o socialista. O partido de Patriota, PSB, fechou questão contra a reforma.

O parlamentar fez uma comparação entre a aposentadoria do ex-procurador pelo Regime Próprio de Previdência (RPPS) com a das pessoas que se aposentam pelo INSS.

"Eu acho o seguinte: se ele pagou durante os 35 anos (de atuação) sobre R$ 38 mil, ele pagou por mês, aproximadamente, R$ 5 mil. Esses R$ 5 mil entraram lá na previdência dele, que não é a Previdência Social. Ele vai ter o direito de se aposentar como alguém que paga sobre (o salário) R$ 5 mil. Quem pagou sobre R$ 5 mil, vai se aposentar com os R$ 5 mil que ele pagou durante 35 anos. Ou se pagou o salário mínimo, que é R$ 1 mil, vai se aposentar com R$ 1 mil. Eu não vejo nada de diferente do que pagou o mínimo e do que pagou o máximo", argumentou Gonzaga Patriota.

Projeto

Nessa quinta-feira (25), o PSB anunciou o fechamento de questão contra o texto da reforma. A decisão foi apoiada por Patriota. Na prática, o integrante do partido que votar a favor do projeto, que está na Comissão Especial, poderá ser expulso da sigla. O parlamentar reforçou a posição contrária às mudanças no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a aposentadoria rural.



Perguntado se o PSB poderia rever sua posição com a retirada desses pontos, Patriota afirmou que haver essa possibilidade. Para ele, contudo, os pontos, que contam com resistência de partidos favoráveis à reforma, não serão retirados por decisão do governo.

"Eu sou totalmente a favor de reformas. Mas fazer uma reforma como Michel Temer quis fazer essa reforma da Previdência e o Jair Bolsonaro faz pior do que ele... Ou como fizeram a reforma Trabalhista, que desgraçou com os trabalhadores brasileiros e que acabou com a CLT de Getúlio Vargas... Não se pode fazer uma reforma da maneira como o governo quer. A bancada do partido já tinha fechado questão. Agora o próprio partido fechou questão. E eu fiz um pronunciamento há uma semana exatamente mostrando minha posição totalmente contra", afirmou o socialista.

Trâmite da PEC 

Agora que passou pela aprovação da CCJ e a após a instalação da comissão especial, ela terá 40 sessões para analisar o mérito da proposta. A apresentação de emendas deve ser feita nas dez primeiras reuniões do colegiado.

Caso seja aprovada pela comissão, segue para o plenário da Câmara, onde precisa ser aprovada em duas votações com o aval de três quintos dos 513 deputados em votação nominal, o equivalente a 308 votos. 

Por último, a proposta segue para o Senado Federal.

 

 

 



OFERTAS

Especiais JC

Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.
Mãe Guerreira Mãe Guerreira
Junto com uma criança, nasce sempre uma mãe, que enfrenta inúmeros desafios para educar, acolher e dar o melhor aos filhos. Por isso, todas elas carregam em si a força e a coragem de verdadeiras guerreiras.
JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM