Jornal do Commercio
DECISÃO

Justiça suspende processo de impeachment de prefeito de Camaragibe

A votação do impeachment do gestor Demóstenes Meira estava marcada para acontecer nesta quinta-feira (23)

Publicado em 22/05/2019, às 21h11

O pedido de abertura do processo de impeachment do prefeito foi aprovado no dia 26 de fevereiro de 2019 / Foto: Divulgação
O pedido de abertura do processo de impeachment do prefeito foi aprovado no dia 26 de fevereiro de 2019
Foto: Divulgação
JC Online

O processo de impeachment do prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), foi suspenso nesta quarta-feira (22) por decisão da juíza Anna Regina L.R de Barros da 2ª Vara Cível da Comarca de Camaragibe. Nesta quinta-feira (23), estava marcada para acontecer a votação do impeachment do gestor no Plenário da Câmara dos Vereadores do município.

A suspensão do processo ocorreu após a magistrada atender ao pedido da defesa do prefeito. "Ante o exposto, defiro a liminar requerida, para fins de suspender os efeitos do recebimento da denúncia em desfavor do impetrante, ocorrida na sessão da Câmara Municipal de Camaragibe, de 26/02/2019, bem como os atos posteriores, decorrentes do recebimento da denúncia em debate, até ulterior deliberação", mostra um trecho da decisão.

Processo

O pedido de abertura do processo de impeachment do prefeito Demóstenes Meira foi aprovado no dia 26 de fevereiro na plenária da Câmara dos Vereadores de Camaragibe. A votação aconteceu após a Promotoria de Justiça de Camaragibe e o Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPPE) abrir uma investigação para apurar suposto ato de improbidade administrativa do chefe do executivo municipal. 



Polêmica

Demóstenes se envolveu em uma polêmica no dia 17 de fevereiro deste ano. Em áudios que circularam pelas redes sociais, o gestor aparece recomendando a funcionários com cargos comissionados a comparecerem em um show da sua noiva, Taty Dantas, que aconteceria durante uma prévia carnavalesca.

"Quero convidar todos os cargos comissionados para agora, 12h, estar em frente ao trio onde vai cantar a minha noiva Taty Dantas. (...) Vou fazer um cordão de isolamento ao redor do trio só para os comissionados. Por favor, divulguem, multipliquem. A gente vai filmar e eu vou contar quantos cargos comissionados foram até o evento. Eu sei que tem gente que não gosta de Carnaval. Eu também não vivo no Carnaval, mas minha noiva vai cantar, a minha futura esposa Taty Dantas, e eu quero a presença de todos os comissionados. Vai lá para dar presença. Depois que ela cantar as músicas dela, tá (sic) todo mundo liberado", diz um trecho do áudio que teria sido enviado num grupo chamado "Tropão".

Por meio de nota, a prefeitura de Camaragibe disse que Meira não "forçou nenhum funcionário da prefeitura a comparecer ao bloco Canário Elétrico. Na verdade, foi feita uma convocação apenas daqueles que ocupam cargos comissionados para apoiar o bloco, que é tradicional nas prévias carnavalescas do município".

Recomendados para você




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM