Jornal do Commercio
Notícia
Pernambuco

Saiba quais são as categorias que devem aderir à paralisação desta sexta-feira

Segundo apuração do JC, cerca de nove centrais sindicais aderiram

Publicado em 14/06/2019, às 08h27

O reflexo da paralisação pôde ser vista nos terminais de ônibus espalhados pelo Grande Recife / Fotos: Cirio Gomes/TV Jornal
O reflexo da paralisação pôde ser vista nos terminais de ônibus espalhados pelo Grande Recife
Fotos: Cirio Gomes/TV Jornal
Da Editoria de Política
Com informações do Blog de Jamildo

Nesta sexta-feira (14), nove centrais sindicais fazem paralisação contra a proposta de reforma da Previdência. No Recife, além da diferença na circulação dos ônibus por exemplo, está marcado um ato com concentração às 14h, na Rua do Sol, área central. Ainda nesta manhã, representantes dos professores, metroviários, funcionários dos Correios, enfermeiros, bancários, servidores públicos, entre outros, informaram que permanecem a adesão aos atos.

Segundo o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de Pernambuco, Paulo Rocha, a retirada de pontos polêmicos da proposta do governo Jair Bolsonaro (PSL) no relatório do deputado federal Samuel Moreira (PSDB-SP) não altera a posição do movimento.

A exclusão das mudanças no Benefício de Prestação Continuada (BPC) na aposentadoria rural e do regime de capitalização eram os principais pontos questionados pela oposição e pelo movimento sindical.

A retirada desses pontos também era condicionante para apoio de líderes partidários favoráveis à reforma. “O governo fez um movimento que aponta para minimizar as questões, mas a reforma é tão perniciosa que a gente precisa tratar a miudeza. A greve está mantida, e é uma decisão nacional”, disse Paulo Rocha.

As alterações são vistas com ceticismo pelo presidente da CUT-PE. “Veja que o governo diz uma coisa de manhã, outra de meio-dia, outra de noite, e outra de madrugada.”

Também integram o movimento a Força Sindical de Pernambuco, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), a Central Sindical e Popular Conlutas (CSP Conlutas), a Intersindical, Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), a Nova Central e a UGT (União Geral dos Trabalhadores).



Os metroviários anunciaram adesão ao movimento e vão paralisar atividades por 24 horas, começando a partir da meia-noite de hoje. Segundo a CBTU, o metrô só funcionará em horários de pico nesta sexta-feira (14). As linhas Centro e Sul estarão abertas para os passageiros das 5h às 9h e das 16h às 20h. Já a linha Diesel (VLT) não terá operação.

O Sindicato dos Rodoviários do Recife e Região Metropolitana (Sttrepe) disse, em nota, apoiar o movimento, mas informou não há indicativo de adesão à paralisação. A oposição à direção da entidade promete fazer uma parar.

Os funcionários dos Correios protestam, ainda, contra a contra proposta de privatização da estatal.

Confira as categorias que aderiram a greve:

Universidades - Ainda na noite nessa quinta-feira (13), a Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) soltou uma nota em que informou aderir à paralisação. Assim, os trabalhos voltariam ao normal apenas na próxima segunda-feira (17). Já a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) afirmaram que não irão registrar faltas dos alunos.

Professores;

Metroviários – anunciaram paralisação por 24h a partir desta sexta (14). Segundo a CBTU Recife, as Linhas Centro e Sul do Metrô funcionarão das 5h às 9h e das 16h às 20h, horários de pico do sistema. A Linha Diesel (VLT) não terá operação

Rodoviários -a oposição do Sindicato dos Rodoviários do Recife e Região Metropolitana (Sttrepe) prometeu fazer uma paralisação. Apesar de apoiar, o sindicato negou que haja até o momento dessa publicação o indicativo de greve;

Funcionários dos Correios – paralisação por 24h a partir da 0h desta sexta (14);

Enfermeiros;

Bancários;

Metalúrgicos;

Químicos;

Portuários;

Trabalhadores rurais;

Eletricitários;

Urbanitários;

Servidores públicos municipais, estaduais e federais;





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM