Jornal do Commercio
Notícia
LÍDER

Meira era líder de uma organização criminosa, diz delegada

Prefeito de Camaragibe foi preso na Harpalo II na manhã desta quinta-feira (20)

Publicado em 20/06/2019, às 08h47

Demóstenes Meira foi preso na manhã desta quinta-feira (20). / Foto: Reprodução Polícia Civil
Demóstenes Meira foi preso na manhã desta quinta-feira (20).
Foto: Reprodução Polícia Civil
JC Online

O prefeito de Camaragibe Demóstenes Meira é apontado pela Polícia Civil como líder de uma organização criminosa. Ele foi preso na manhã desta quinta-feira (20), na segunda fase da Operação Harpalo, que investiga crimes de fraudes em licitações, corrupção e lavagem de dinheiro. Além do prefeito, quatro empresários do ramo da construção civil também foram presos.

“O principal palco dos crimes era a Prefeitura de Camaragibe" Quando perguntada se o prefeito Meira, preso nesta quinta-feira, era o líder desta organização criminosa, a delegada Polyanne Farias, gerente operacional da DIRESP, afirmou que sim. 

A operação foi deflagrada no início da manhã. Meira não esperava o mandado de prisão e estava em casa, dormindo, segundo a delegada. “O prefeito encontrava-se no apartamento que ele estava residindo com a família. Ele não reagiu à prisão e tudo se deu com tranquilidade”, contou.

Os empresários Severino Ramos da Silva, Luciana Maria da Silva, Carlo Augusto e Joelma Soares também estavam em suas respectivas residências quando foram presos.



Durante a primeira fase da Harpalo, a polícia cumpriu mandados de busca e apreensão, chegando a novos elementos para a investigação, que foram material para a etapa seguinte. “Durante a segunda fase da operação foi verificado que as condutas criminosas continuaram. Pode-se dizer que ele [Meira] continuava, dentro da Prefeitura, cometendo atos criminosos. Então, o poder Judiciário e o Ministério Público compreenderam a necessidade de realmente corroborar com a solicitação de prisão preventiva e o afastamento cautelar que foi realizado hoje”, acrescentou.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

Colecionador de Polêmicas

Demóstenes Meira (PTB) protagonizou uma polêmica em fevereiro. Em dois áudios que circularam por aplicativos de mensagens, o chefe do executivo municipal emitiu recomendações aos funcionários com cargos comissionados, para que participassem de uma prévia carnavalesca, que teria como atração sua noiva, a cantora Taty DantasPor conta disso, o Ministério Público de Pernambuco abriu investigação contra o prefeito.

No fim de 2018, o prefeito de Camaragibe foi filmado ameaçando fiscais da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), que tentavam impedir o desmatamento de uma área de proteção ambiental (APA) em Aldeia-Beberibe, para a construção de uma estrada. Na ocasião, o serviço estava sendo executado sem licença do órgão ambiental. Os tratores só pararam de trabalhar quando os Policiais Militares chegaram ao local.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM