Jornal do Commercio
Notícia
Dívida

Prefeitura de Camaragibe suspende 13º salário de servidores por falta de dinheiro

Na nota divulgada pela prefeitura, a atual gestão teria encontrado a instituição com o caixa vazio

Publicado em 26/06/2019, às 16h52

Segundo o Sindicato dos Servidores Municipais, a prefeita em exercício teria encontrado R$ 34 no caixa da prefeitura / Foto: Reprodução/Google Maps
Segundo o Sindicato dos Servidores Municipais, a prefeita em exercício teria encontrado R$ 34 no caixa da prefeitura
Foto: Reprodução/Google Maps
Da Editoria de Política

Atualizado às 16h28

Por meio de uma nota, divulgada nesta quarta-feira (26), a prefeitura do município de Camaragibe, no Grande Recife, informou que não terá condições de pagar o 13º salários dos servidores municipais, programado para acontecer neste mês de junho pelo antigo prefeito, Demóstenes Meira (PTB), preso no último dia 20. Segundo o documento, a atual gestão, comandada pela prefeita em exercício Nadegi Queiroz (PC), teria encontrado a instituição com o caixa vazio.

"Em decorrência da situação de caos financeiro e desordem administrativa crônica encontrada pela atual gestão da Prefeitura Municipal de Camaragibe - há menos de uma semana administrando a cidade -, informamos que não há recursos para o pagamento imediato da primeira parcela do 13º salário. A atual gestão encontrou a prefeitura com o caixa vazio", diz um trecho da nota. 

Ainda na nota, a prefeitura diz que o pagamento dos salários dos servidores é uma prioridade e agradeceu o apoio da população sobre o assunto. "Aliás, aproveitamos a oportunidade para agradecer as manifestação de apoio e a disponibilidade para o serviço desses servidores. Só com essa união conseguiremos mudar esse triste cenário que se encontra o nosso município há pelo menos seis anos e meio", acrescentou. 

O presidente da Câmara Municipal, vereador Antônio Oliveira (PTB), conhecido como Toninho, informou ao JC, que o Sindicato dos Servidores de Camaragibe teriam informado que o antigo gestor da cidade, Demóstenes Meira (PTB), teria prometido pagar os salários neste mês de junho. "Segundo o pessoal do sindicato, Meira teria dito que ia fazer o pagamento agora, neste mês, mas fui comunicado pela prefeita em exercício que foi encontrado apenas R$ 34 no caixa da prefeitura", contou Toninho. Segundo ele, nesta quinta-feira (27), irá se inteirar melhor sobre o assunto para buscar soluções junto a Casa que preside. 

A reportagem tentou entrar em contato com a presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Camaragibe, Magna Dias, mas não obteve retorno.



Confira a nota completa: 

Em decorrência da situação de caos financeiro e desordem administrativa crônica encontrada pela atual gestão da Prefeitura Municipal de Camaragibe - há menos de uma semana administrando a cidade -, informamos que não há recursos para o pagamento imediato da primeira parcela do 13º salário. A atual gestão encontrou a prefeitura com o caixa vazio.

Em contrapartida, a atual gestão, em um esforço financeiro e contábil descomunal, conseguirá honrar os salários de junho de servidores efetivos, comissionados e terceirizados, além do pagamento de fornecedores, com recursos da parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O trabalho diuturno dessa gestão nesta primeira semana tem sido para manter os serviços públicos funcionando; e reativar alguns que estavam parados, sobretudo, nas áreas da Saúde e Defesa Civil.

Reiteramos que nossa prioridade número um será sempre o pagamento dos salários, pois reconhecemos o compromisso dos servidores da prefeitura com seu trabalho. Aliás, aproveitamos a oportunidade para agradecer as manifestação de apoio e a disponibilidade para o serviço desses servidores. Só com essa união conseguiremos mudar esse triste cenário que se encontra o nosso município há pelo menos seis anos e meio. Encerramos pedindo que não acreditem em boatos. As informações oficiais serão sempre divulgadas pelos canais oficiais da prefeitura nas redes sociais e site.

Atenciosamente,
Prefeitura Municipal de Camaragibe

Meira segue preso

Nessa terça-feira (25), o ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), rejeitou o habeas corpus com pedido de liminar impetrado pela defesa do prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira. O pedido da defesa foi feito nessa segunda-feira (24) e segue valendo nesta quarta-feira (26). 

"Em arremate, a reforçar a impossibilidade de concessão da cautela postulada, de uma análise perfunctória da decisão impugnada verifica-se que a almejada conversão da prisão preventiva em domiciliar não foi alvo de deliberação pela autoridade impetrada, o que revela que a análise do tema diretamente por este Sodalício se daria em indevida supressão de instância", diz trecho da decisão.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM