Jornal do Commercio
Notícia
Opinião

Igor Maciel: PSB faz o que sempre criticou, a reforma da Previdência e o teto dos gastos

''É preciso dar parabéns aos socialistas e aos deputados da base do governo na Alepe que mudaram de opinião sobre tais 'políticas nefastas', para dar voz à razão''. Leia o comentário de Igor Maciel

Publicado em 06/12/2019, às 07h34

Essas novas medidas devem durar, pelo menos, até o fim do atual mandato de Paulo Câmara (PSB) / Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem
Essas novas medidas devem durar, pelo menos, até o fim do atual mandato de Paulo Câmara (PSB)
Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem
Igor Maciel, da coluna Pinga Fogo

Igor Maciel, da coluna Pinga Fogo*

A pretexto de “ser obrigado a se adequar”, o PSB resolveu fazer muito do que sempre criticou. Criou um tipo de Previdência complementar que, no fim das contas, é a capitalização que ia “transformar o Brasil em Chile”, manteve uma alíquota de 14% para todos os servidores, independente do salário, algo que sempre reclamaram sobre impostos, e agora defendem um teto de gastos para o governo do Estado. Essa nova medida deve durar, pelo menos, até o fim do atual mandato de Paulo Câmara (PSB).



Leia mais comentários de Igor Maciel:

Com a busca de Lula por aliados para 2020, governo deve ficar atento

Bolsonaro conhece pouco ou quase nada sobre os Estados Unidos

Consórcio Nordeste decretou trégua com governo federal

Governo de Pernambuco correndo para fechar as contas

Ciro Gomes deve saber de coisas que ninguém sabe ou está só torcendo que o país dê errado

No Recife, Lula acena para Marília Arraes e João Campos

Para quem não lembra, o teto de gastos foi implantado no governo de Michel Temer (MDB), mas como Temer era “golpista” e tudo que ele fazia estava errado, o teto foi criticado pela oposição, incluindo o PSB, por limitar a capacidade de investimentos do País em setores como infraestrutura. A verdade do teto de gastos é a de que só se pode gastar o que se tem, principalmente em momentos de crise. É preciso dar parabéns aos socialistas e aos deputados da base do governo na Alepe que mudaram de opinião sobre as tais “políticas nefastas” de Temer, para dar voz à razão.

Mesmo que, no discurso, tenham sido, sempre é bom lembrar, “obrigados por Bolsonaro e por Paulo Guedes”.

*Igor Maciel é titular da coluna Pinga Fogo, no Jornal do Commercio




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM